Vitória vence Sport na Ilha do Retiro e joga o Bahia para a degola

O segundo gol, enfim, acordou o Sport, que aos 38min carimbou a trave com chute de Ananias

O domingo não poderia ser melhor para os rubro-negros. Depois de ver o Bahia perder para a Chapecoense na Fonte Nova, o Vitória superou o Sport, na Ilha do Retiro, por 2 a 1, e assim voltou a deixar a zona de rebaixamento, depois de quatro rodadas. De quebra, empurrou o arquirrival para o grupo dos quatro piores da Série A do Campeonato Brasileiro.


Com o resultado, o Vitória, que iniciou a rodada na vice-lanterna, chegou aos 31 pontos, ultrapassou Bahia (30), Botafogo (29) e Coritiba (29) e assumiu o 17º lugar da tabela. O Sport, por sua vez, chegou a cinco jogos sem triunfos neste Brasileiro e terminou a 28ª rodada na 11ª colocação, com 36 pontos.

Fases do jogo: A tática de Ney Franco de entrar em campo com três atacantes deu certo. Mal começou o jogo e o Vitória já conseguiu o placar, ainda antes de completar o primeiro minuto de jogo. Marcinho cobrou falta na área e Rithely desviou de cabeça contra a própria meta. 1 a 0. Sem conseguir levar perigo, mesmo jogando dentro de casa, o Sport – que iniciou o duelo sem um centroavante de ofício, apenas com Ananias de atacante – viu o time baiano ampliar aos 27min. Dinei ficou com o rebote na entrada da área e, mesmo de costas para o gol, conseguiu girar e acertar uma linda finalização, no canto direito de Magrão. Golaço, e 2 a 0.

O segundo gol, enfim, acordou o Sport, que aos 38min carimbou a trave com chute de Ananias e logo depois conseguiu diminuir o placar na Ilha do Retiro. Patric cruzou da direita, Diego Souza subiu mais que os defensores do Vitória e mandou de cabeça para as redes para colocar novamente fogo no jogo. O Sport voltou do intervalo com o atacante Felipe Azevedo na vaga do lateral Vitor, e com isso ficou mais agressivo que o Vitória, que passou a se fechar atrás e apostar nos contra-ataques. Não conseguiu ampliar, mas ao menos segurou o resultado que o tirou da zona de rebaixamento.

O melhor: Dinei. Foi decisivo. Acertou linda finalização e deixou o Vitória em ótima condição na partida.

O pior: Rithely. Cabeceou contra a própria a meta e em menos de um minuto já deixou o Sport em situação complicada no jogo.

Para lembrar:

Agora é pra valer! O Vitória agora deixa de lado o Campeonato Brasileiro e volta suas atenções para a Copa Sul-Americana, torneio pelo qual encara o Atlético Nacional-COL na próxima quarta-feira, no Barradão. No jogo de ida, os times ficaram no empate de 2 a 2.

Saiu! Contratado na metade de agosto, o meia Diego Souza enfim fez o seu primeiro gol com a camisa do Sport. Curiosamente, o jogador foi substituído logo no início da etapa final, por opção do técnico Eduardo Baptista, que foi bastante vaiado pela alteração.

Susto. Depois de uma dividida com Wendel, o jovem Marcos Júnior ficou caído no chão, perdeu a consciência por alguns instantes e preocupou os companheiros e o juiz da partida, que inicialmente solicitou a entrada da ambulância. O jogador, porém, reagiu rápido e evitou a entrada do veículo.

Fonte: UOL