Galliani afirma que Milan fará sacrifício para ter Kaká

Dirigente do Milan afirma que amor do clube nunca terminou pelo meia

O Milan vai fazer alguns sacrifícios para atender a um pedido de Kaká e o levá-lo de volta à Itália. Pelo menos foi o que garantiu o diretor executivo e vice de futebol, Adriano Galliani. Em entrevista ao jornal ?Gazzetta dello Sport?, o dirigente afirmou que o clube está pensando uma fórmula para poder ter novamente o meia brasileiro, que atualmente está no Real Madrid.


Galliani afirma que Milan fará sacrifício por Kaká:

Um dia após uma conversa com o agente do jogador, que esteve me Milão na quinta-feira, o time italiano abriu negociações com a equipe espanhola, a qual havia vendido o meia por 65 milhões de euros (cerca de R$ 176,8 milhões) , em 2009. Galliani disse que o salário de Kaká está pesando, mas que o amor do clube pelo meia nunca terminou.

? Terá que ser bom para as três partes. Lutamos para baixar as despesas, mas se formos inteligentes e utilizarmos um pouco de imaginação, poderemos fazer alguns sacrifícios. Estamos trabalhando numa fórmula. O salário é uma barreira, mas o amor por Ricky nunca terminou. Fomos forçados a vendê-lo ? disse.

Mourinho, uma fantasia

Galliani deixou claro que o único jogador que está sendo negociado é Kaká e negou mais uma vez que o clube esteja atrás do atacante Mario Balotelli, do Manchester City.

? Não há mais nada. Kaká é o único jogador que estamos negociando. Não há nenhuma negociação em curso com o City para termos Balotelli ? falou.

O dirigente também aproveitou para negar qualquer possibilidade de levar o técnico José Mourinho. O português poderia substituir Massimiliano Allegri, atual treinador da equipe, que não vive uma boa fase. Mas, por enquanto, o comandante do Real Madrid não está nos planos.

? Simplesmente uma fantasia ? disse.

Fonte: Extra