Galvão Bueno narra reprise de Formula 1 como se fosse ao vivo

Se mais cedo o fã da categoria acompanhou a vitória de Lewis Hamilton ao vivo no Sportv (foto), à noite pode ver a mesma disputa sob a ótica de Galvão

Voz tradicional da Fórmula 1, Galvão Bueno viveu uma situação inusitada no último fim de semana. Por conta do horário inusitado do GP dos EUA, que aconteceu exatamente no horário da rodada do Campeonato Brasileiro, ele foi obrigado a narrar a corrida que poderia decidir a temporada em um VT, transmitido na Globo apenas após o Fantástico, na madrugada de domingo para segunda.

Se mais cedo o fã da categoria acompanhou a vitória de Lewis Hamilton ao vivo no Sportv (foto), à noite ele pode ver a mesma disputa sob a ótica de Galvão. Na internet, o que mais se comentou foi que ele escapou de cometer novamente uma gafe em situações do tipo.

No UFC 148, que teve como atração a luta entre Anderson Silva e Chael Sonnen, ele transmitiu o combate também em VT, e na época deixou escapar que estava ?ao vivo?. Escaldado, ele sequer mencionou o termo ao abrir a transmissão do GP dos EUA, que foi feita dos estúdios da Globo no Rio e ao mesmo tempo em que a prova acontecia.

Desse modo, Galvão tratou toda a disputa como se ela fosse ao vivo. Todas disputas de posições e mudanças de campeonato eram relatadas como se estivessem acontecendo naquele momento, em uma tentativa de dar mais emoção à transmissão. A explicação e o mea culpa do narrador pela situação complicada vieram logo antes da largada.

?Estamos hoje em um horário diferente. Pedimos desculpas a quem acompanhou toda a temporada, mas estamos em um horário diferente para que se possa contar todas as emoções deste GP que pode até definir o título de Sebastian Vettel?, disse Galvão, antecipando uma situação que acabaria não ocorrendo, já que a decisão foi adiada para o GP do Brasil.

Fonte: UOL