Desgastado no Santos, Ganso admite sondagens de Timão, Grêmio e Flamengo

Ganso não descarta atuar por um rival do Peixe, com quem tem contrato até fevereiro de 2015.

Paulo Henrique Ganso voltou dos Jogos de Londres em baixa, mas ao menos em sua primeira partida pelo Santos o craque conseguiu boa atuação. Ganhou um presente de Neymar, que o deixou livre para marcar, e deu passes importantes, na vitória por 3 a 1 sobre o Figueirense, nesta última quinta.


Ganso admite sondagens de Timão, Grêmio e Flamengo

Apesar de ter o futuro indefinido e dizer que desconhece a sondagem feita pelo São Paulo ao Santos, o camisa 10 do Peixe admitiu que teve consultas de Corinthians, Grêmio, Flamengo e do próprio Internacional, único clube a formalizar proposta.

Ganso não descarta atuar por um rival do Peixe, com quem tem contrato até fevereiro de 2015. O meia disse que "muito foi falado" durante as Olimpíadas, mas afirma estar com a cabeça no clube. Ele diz "não saber", porém, se tem chances de sair.

- Não posso falar que não aceitaria (atuar por um rival). Já teve pesquisa de Corinthians, Grêmio, Inter, Flamengo (por meio da presidente Patrícia Amorim) e o próprio São Paulo, que vocês (imprensa) noticiaram, mas eu não estava sabendo. Mas eu estou tranquilo, trabalhando para ajudar o Santos. Não sei (se tem chances de sair), não sei se o Santos quer me vender. Tenho contrato e vou cumprir jogando bola, fazendo gols e ajudando o Santos - afirma o meia.

Enquanto isso, o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, o Laor, afirma que, ao clube, chegaram apenas uma consulta do São Paulo e a proposta formal do Internacional, com ajuda da DIS, responsável por gerenciar a carreira do meia. A empresa é dona de 55% dos direitos econômicos do atleta e tentou comprar os 45% do Peixe, mas as ofertas foram recusadas. O Alvinegro exige o pagamento da multa nacional de R$ 53 milhões (aproximadamente R$ 24 milhões correspondem ao montante que lhe pertence).

- Ninguém mais nos procurou, só o Inter. Inclusive, falando com o (Giovanni) Luigi (presidente do Internacional), disseram que a DIS queria que fizessem a proposta. A DIS eventualmente compraria para depois repassar o jogador - disse Laor.

- O Ganso vai ficar, tem contrato. Acho que mudou de ideia (sobre sair), porque deu entrevistas nesse sentido, dizendo que tem contrato e vai cumprir, o que é típico dele, um cara sério e profissional. Ele atuou feliz, bem e com vontade. Quando está triste, eu não seguro, porque não é bom para ninguém - emendou o presidente santista.

Ganso tem dois jogos pelo Santos no Campeonato Brasileiro e poderia fazer até mais quatro partidas antes de estourar o limite de sete jogos, o que o imopossibilitaria de atuar por outro clube na Série A. A janela para transferências internacionais se encerra no fim de agosto.

Fonte: Globo Esporte