Ganso não se anima com proposta salarial e quer deixar o Santos

Ganso não se anima com proposta salarial e quer deixar o Santos

O jogador deve comunicar os dirigentes santistas que não aceitará a proposta de salário

O meia Paulo Henrique Ganso esteve reunido com os dirigentes do Santos na tarde desta sexta-feira, no CT Rei Pelé. O clube ofereceu um aumento salarial ao jogador, mas o atleta deixou o encontro ?desanimado? com a nova proposta.

Ganso, inclusive, avisou na reunião que não deseja mais permanecer no clube. O jogador deve comunicar os dirigentes santistas que não aceitará a proposta. Além da nova oferta não agradar financeiramente, o meia considera ?questão de honra? sua saída da Vila Belmiro.

A gota d?água foi a falta de apoio dos cartolas santistas justamente após o jogo da última quarta-feira. Além de ser muito xingado na Vila Belmiro, o atleta também foi hostilizado no CT do clube, atitudes estas que obrigaram o meia a reforçar sua segurança em Santos.

Além de avaliar não ter tido apoio quando se tornou alvo da torcida, Ganso também ficou descontente com a postura de Pedro Luiz Conceição, integrante do Comitê Gestor.

Na última quinta-feira, o cartola, que tem sido usado como ?ponte? entre os dois clubes, informou que o São Paulo havia desistido da negociação. O fato irritou o atleta, que descobriu algumas horas depois o interesse da diretoria são-paulina em enviar nova proposta, fato que acabou se concretizando.

Ganso recebe R$ 120 mil mensais e possui um dos menores ordenados entre os atletas titulares. Por conta disso, o meia lamentou o fato da torcida o chamar de mercenário na última quarta-feira.

O São Paulo já fez duas propostas pelo camisa 10, mas o Santos não abre mão de negociar o atleta por ao menos R$ 23 milhões, valor referente aos 45% dos direitos econômicos do jogador.

Fonte: UOL