Ganso desmente dirigente e nega pedido para sair: "nunca falei isso"

O camisa 10 declarou que está focado no Santos e, inclusive, desmentiu o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro.

Após o empate sem gols contra a Universidad de Chile, nesta quarta-feira, em Santiago, pela Recopa Sul-Americana, o meia Paulo Hernique Ganso não conseguiu deixar o estádio Nacional sem explicar uma possível transferência para o São Paulo. O camisa 10 declarou que está focado no Santos e, inclusive, desmentiu o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, ao negar um suposto pedido para ser negociado.


Ganso desmente dirigente e nega pedido para sair:

?Nunca pedi, até por isso estou entrando em campo. Se fosse outro estaria como jogador chinelinho. Engano dele, eu nunca falei isso?, afirmou Ganso, que não esconde a satisfação de receber uma proposta do São Paulo.

?Um grande clube, de alto nível, é bom saber que tem grandes clubes interessados no meu futebol?, disse.

Ganso ainda citou que o Luís Álvaro o prejudica quando declara publicamente que só aceita negociá-lo pelo valor da multa rescisória.

?Valoriza, mas tem um pouco de quer complicar minha vida também. Mas tenho contrato com o Santos?, declarou.

Questionado se chegou a um acerto com o clube do Morumbi, o camisa 10 negou o acordo e ainda ressaltou que pretende disputar o segundo e decisivo jogo da Recopa, em setembro, no Pacaembu.

?Não (acerto com o São Paulo), estou jogando pelo Santos, bem tranquilo com a cabeça boa, espero que continue assim. Quero estar presente e disputar mais um título para o Santos?, disse Ganso.

Ganso teve uma boa atuação no empate do Santos contra os chilenos. O meia, inclusive, quase marcou um golaço no primeiro tempo, quando aplicou um drible desconcertante no zagueiro e chutou para boa defesa do goleiro chileno.

?As melhores chances foram nossas, foi no primeiro tempo. Comigo e o pênalti do Neymar. Tivemos muitas oportunidades, mas agora é buscar no Brasil. Precisamos vencer por 1 a 0 no Pacaembu?, disse o camisa 10.

Fonte: UOL