Ganso pede R$ 500 mil de salário para renovar com o time do Santos

Ganso pede R$ 500 mil de salário para renovar com o time do Santos

Jogador pretende receber o mesmo salário de Neymar

As negociações entre o Santos e os representantes do meia Paulo Henrique Ganso foram retomadas na última quarta-feira, na Vila Belmiro. Após recusar o projeto de carreira oferecido pela diretoria santista, a transação foi dada como encerrada. No entanto, as duas partes voltaram a conversar e podem chegar a um acordo nas próximas semanas. Segundo o iG apurou, Ganso pediu R$ 500 mil de salário para assinar um novo contrato com o clube.

Desta forma, o atleta aceitará a ceder 30% dos direitos de sua imagem individual. Na proposta inicial do Santos, o clube ofereceu um salário de R$ 150 mil, além de pagar R$ 1,5 milhão por ano, dividido em parcelas mensais de R$ 125 mil, para ficar com 30% da imagem do atleta.

Nesta semana, representantes da DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, que gerenciam a carreira do jogador, esteviram reunidos com os familiares do atleta, e com o presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, para reiniciar as negociações. O encontro deixou os familiares de Ganso animados, já que o mandatário garantiu que estará exclusivamente tratando do assunto.

O iG ainda apurou que em todas as reuniões realizadas para negociar o projeto de carreira para Paulo Henrique, o Grupo Guia (Gestão Unificada de Inteligência e Apoio ao Santos Futebol Clube) enviou um representante diferente, o que acabava dificultando a transação.

Já as negociações com o presidente santista na última quarta-feira foi considera amistosa, e as duas partes saíram satisfeitas e contentes da reunião. Um novo encontro está marcado para daqui a 15 dias.

Proposta oferecida a Ganso não é idêntica a de Neymar

Durante os dois primeiros meses de negociação, os dirigentes santistas ofereceram uma proposta semelhante à que garantiu a permanência de Neymar e vetou a transferência do camisa 11 para o Chelsea, da Inglaterra, no primeiro semestre deste ano.

No entanto, Neymar aceitou a proposta, já, que antes de renovar o contrato, os direitos de imagem do atleta eram divididos em 50% para o clube e 50% para o atacante. Porém, para vencer o ?assédio? dos ingleses pelo camisa 11, o Santos cedeu mais 20% da imagem, e o jogador ficou com 70%. Desta forma, em todas as ações de marketing de Neymar, o clube arrecada 30%.

Já Ganso possui os 100% da imagem e teria que ceder 30% ao Santos e não ganharia 20%, como aconteceu com o companheiro. Se não bastasse, Neymar recebe atualmente os R$ 500 mil mensais pedidos por Paulo Henrique na contraproposta.

No restante, o plano de carreira oferecido aos dois jogadores é idêntico: o clube oferece diversos cursos, como curso de idiomas e mídia training. Enquanto o projeto de Neymar teve toda a estratégia focada na figura do mito, para Ganso o clube visa a resgatar a mística da camisa 10 do Santos.

Ganso tem contrato com o Santos até março de 2015. A multa rescisória do jogador é de 50 milhões de euros (cerca de R$ 111,7 milhões). Além dos 45% da DIS pelos direitos econômicos do atleta, o Santos também possui 45%. Os outros 10% pertencem ao próprio jogador.

Paulo Henrique sofreu ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, no jogo contra o Grêmio, dia 25 de agosto, em Porto Alegre. O retorno do atletas aos gramados está previsto para fevereiro ou março.

O iG tentou entrar em contato com os dirigentes do Santos para falar sobre o assunto, mas nenhum diretor atendeu aos telefonemas.

Fonte: IG