Ginasta de Porto Velho busca o pódio na sua primeira competição nacional

Ginasta de Porto Velho busca o pódio na sua primeira competição nacional

Esforço, dedicação, flexibilidade e a disciplina a ponto de nuca chegar atrasada em um treino são as qualidades que levaram a ginasta de Porto Velho Maria Eduarda Tavares, de 12 anos, à sua primeira competição nacional. Depois de conquistar o primeiro lugar nos Jogos Escolares de Rondônia, a atleta treina para ficar, pelo menos, entre as três melhores do país nos Jogos Brasileiros, que acontecem em setembro.

A história de amor entre a ginástica e a atleta começou aos dez anos, quando, a pedido de uma amiga, ela participou de uma aula e viu, desde então, que não queria mais parar. - Há dois anos atrás minha colega me avisou que iam ter aulas de ginástica aqui em Porto Velho e eu resolvi fazer uma. Depois disso me apaixonei pelo esporte.

Os movimentos são lindos, a coreografia, as roupas... Tudo é apaixonante.Com um apertado ritmo de treinamento, Maria Eduarda conta com o apoio da família e da treinadora, Eurly Kang, para conseguir seus objetivos. Antes do Brasileiro, a atleta participa de uma competição em Brasília, que envolve ginastas da Região Norte e Centro-Oeste. - Eu treino cerca de 14h por semana, às vezes mais. Depois que minha aula acaba eu fico direto na escola, tudo para não correr o risco de chegar atrasada. Nos finais de semana eu treino cerca de uma hora só para não deixar o corpo esfriar. Consigo fazer tudo o que preciso no meu dia e ainda treinar, é o que amo fazer e não me canso.


Toda essa dedicação tem um motivo. A jovem ginasta busca chegar ao nível técnico da russa Evgenia Kanaeva, que já conquistou 18 medalhas em competições mundiais. - Sei que ainda preciso melhorar em todos os sentidos, mas um dia vou chegar ao nível da Evgenia Kanaeva. Ela começou na ginástica com dois anos de idade e para mim é a melhor do mundo. No Brasileiro eu vou conseguir subir no pódio, nem que seja o terceiro lugar, mas eu vou conseguir.

Fonte: Globo Esporte