Giuliano desequilibra, Inter acorda no 2º tempo e despacha Guarani

Giuliano desequilibra, Inter acorda no 2º tempo e despacha Guarani

O Internacional demorou para se encontrar na partida deste sábado

O Internacional demorou para se encontrar na partida deste sábado, mas desencantou no segundo tempo e venceu o Guarani por 3 a 0, no Beira-Rio, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com uma linda assistência e um golaço, Giuliano - convocado por Mano Menezes para a Seleção Brasileira - foi o nome do jogo. Daniel e Glaydson, que saíram do banco de reservas no intervalo, também balançaram as redes.

O resultado reduziu a diferença do Inter para o líder Fluminense de dez para oito pontos (52 a 44). O título brasileiro é a única motivação do time gaúcho na competição, já que a classificação para a Copa Libertadores de 2011 já está garantida. O Guarani, por outro lado, parou nos 33 pontos e segue no meio da tabela.

A partida começou em ritmo lento, com o time colorado mantendo a posse de bola, trocando passes no meio e encontrando dificuldades para superar a marcação do Guarani. A equipe paulista se armou com três volantes e tentava sempre colocar vários jogadores atrás da linha da bola, para impedir o toque rápido dos anfitriões.

A estratégia deu certo na primeira etapa e a equipe de Campinas criou boas chances no contra-ataque. Aos 10min, Baiano alçou na área, a defesa do Inter parou e Ricardo Xavier subiu sozinho para cabecear, mas mandou para fora. Com 22min, Mazola bateu cruzado de fora da área e a bola passou perto da trave.

Com o meio de campo congestionado, a partida tinha poucas oportunidades de gol. Mazola era o jogador mais incisivo em campo, tentando dribles a todo momento, mas não conseguia concluir as jogadas.

A melhor chance colorada veio aos 36min. De primeira, Giuliano deu passe espetacular para D"Alessandro, no meio da defesa do Guarani, e deixou o argentino na cara do gol. Ele invadiu a área e tentou rolar no meio para Alecsandro, mas Fabão chegou antes e mandou a bola para escanteio.

Os visitantes responderam aos 41min, com cruzamento de Márcio Careca que encontrou Baiano na pequena área. O volante entrou de carrinho e acertou o travessão, desperdiçando lance inacreditável.

O Inter veio com duas mudanças para a segunda etapa: Glaydson no lugar do lesionado Wilson Matias e Daniel no lugar de Sorondo, deslocando Nei para a lateral esquerda e Juan para a zaga. A mexida deu resultado logo aos 6min: Giuliano deu outro passe excelente para a infiltração de Daniel, e o lateral direito bateu na saída de Douglas para abrir o placar.

Após o gol, a equipe da casa melhorou e quase ampliou aos 15min. Edu escapou pela esquerda após passe de Alecsandro e chutou forte, mas errou o alvo de dentro da área. O segundo gol não demorou a sair: dois minutos depois, D"Alessandro ergueu na área em cobrança de falta e Glaydson, aproveitando linha de impedimento errada da defesa bugrina, apareceu livre para desviar para as redes.

Mário Lúcio tentou iniciar uma reação aos 29min, mas a finalização à queima-roupa do camisa 10 explodiu no travessão. O Inter manteve o ritmo forte e fez o terceiro aos 35min. Fabão vacilou e foi desarmado por Alecsandro dentro da área; Giuliano pegou a bola, driblou Rodrigo Heffner e chutou forte no ângulo, marcando um golaço.

Fonte: Terra, www.terra.com.br