Goiás vira, mas gol fora mantém Vasco na briga e Dorival vê evolução na equipe

Treinador repete discurso de últimas cinco derrotas e diz que time não merecia resultado: "Goiás praticamente não andou"

A sequência de derrotas não altera o discurso do técnico Dorival Júnior. Para o treinador, fora o primeiro tempo do jogo contra o Atlético-MG, definido pelo treinador como o pior sob seu comando no Vasco, o time se comportou bem e conseguiu até dominar as partidas que perdeu. Para o treinador, os adversários estão conseguindo superar o Vasco com poucas chances, enquanto o seu time não traduz em gols as chances criadas.

- Futebol é assim, nem sempre você vai sair do campo merecendo. Mas acho que a equipe teve outra postura, totalmente diferente do primeiro tempo do domingo (Atlético-MG), semelhante ao segundo tempo da partida, quando conseguimos encarar o adversário. Mais uma vez mais fomos penalizados pelo resultado. Temos feito boas partidas, mas tomamos gols em pequenos detalhes que têm decidido a favor do adversário. Precisamos ter consciência, trabalhar, contar com a sorte, porque está na hora da virada - disse o treinador do Vasco.

Dorival tentou ver ponto positivo apesar do novo revés. Ele lembrou que o time criou mais chances e conseguiu anular o adversário em boa parte da partida, mas reconheceu que de nada adianta se as vitóras não aparecerem.

- À exceção do primeiro tempo do Atlético-MG, todos os outros jogos fizemos partidas equilibradas, com o Vasco até prevalecendo, criando boas oportunidades, mas não tendo a felicidade do resultado. O Goiás praticamente não andou, mas teve a felicidade das duas conclusões. Infelizmente é isso que tem acontecido nos nossos jogos. Estamos sendo penalizados em pequenos detalhes. Mas fico satisfeito nesse sentido, porque é lógico que as derrotas incomodam. Mas o Vasco está vivo na competição - disse o treinador.

Confira a íntegra da entrevista coletiva de Dorival Júnior após a derrota para o Goiás:

Boa partida e nova derrota

É difícil explicar um resultado assim, porque se explicar você vai estar justificando... À exceção do primeiro tempo do Atlético-MG, todos outros jogos estão muito equilibrados, com o Vasco até prevalacendo, criando boas oportunidades, mas não tendo a felicidade do resultado. Fico satisfeito nesse sentido, mas lógico que as derrotas incomodam. Agora, o Vasco está vivo na competição. O Goiás tem um bom time, mas vamos atrás desse resultado no Rio.

Ausência de Juninho

Não acredito que a ausência dele tenha sido sentida, mas natural que faça falta no nosso time. Na noite de hoje, não. A equipe se comportou bem, o Goiás praticamente não andou, teve uma ou duas oportunidades e teve a felicidade de fazer as duas conclusões. Infelizmente é isso que tem acontecido nos nosso jogos, estamos sendo penalizados em pequenos detalhes. Mas quem sabe está na hora da virada?

Recuperação no Brasileiro

Um resultado da Copa do Brasil não se pode deixar levar no Brasileiro. Novamente fizemos uma boa partida, mas também novamente não saímos com a vitória. Sei que o time é jovem, pode sentir os resultados, mas está existindo evolução em todos aspectos, com jogadores sentindo e vibrando mais. O Vasco está no caminho e vai engatilhar uma sequência boa a qualquer momento, tenho certeza disso. Estamos atrás dessa vitória, numa busca incessante. Nem no Brasilerio nem na Copa do Brasil está nada definido.

Michel Alves falhou no gol?

Não achei, mas o resultado é coletivo, chamo a mim a responsabilidade. Para que a bola chegasse lá, em situação de chute, falhamos antes, no início da jogada, onde poderia ter sido anulada. O Walter dominou, fez o giro. Vou olhar direito o vídeo para analisar friamente, em condições de buscar uma correção.

Walter

É um jogador que vive um momento diferente, que faz a diferença e mais uma vez foi muito bem hoje.

Alterações no time

A equipe vem numa crescente, vem melhorando, adquirindo confiança. Acho que fez outro bom jogo hoje, não merecia novamente, mas temos que assimilar. Temos que ter mais força para que passemos dessa situação, que é complicada emocionalmente. Naturalmente que tira as forças, mas vamos reverter isso. Hoje entraram o Jhon Cley e o Edmilson, que já merecia uma chance.

Time contra o Bahia

Vamos repensar o time, analisar o que aconteceu de bom no dia de hoje para melhorarmos na partida contra o Bahia, que é um confronto decisivo. O Vasco está bem próximo de alcançar uma recuperação.

Certidões próximas de sair

Lógico que anima a notícia, ninguém trabalha sem receber. É um pedido que vinha fazendo já algum tempo para a diretoria, para resolver as coisas fora de campo. Felizmente vêm acontecendo as soluções, e vamos viver um mês diferente, se Deus quiser, nos reorganizando, passando confiança aso atletas, que vão dar a melhor resposta. Sei que os números do time estão abaixo do que necessitamos e talvez merecêssemos, mas estamos no caminho.

Fonte: GloboEsporte