Gol contra de Thiago Silva adia conquista antecipada do bi pelo PSG

Bola bate em zagueiro brasileiro, entra, determina empate com Sochaux e impede que líder isolado comemore o título, mas vantagem ainda é grande, a trê

Em um lance de azar, Thiago Silva impediu que o Paris Saint-Germain garantisse a conquista do bicampeonato francês antecipadamente neste domingo. A bola bateu no zagueiro numa defesa de Sirigu e entrou, aos 11 minutos do segundo tempo, determinando o empate do PSG com o Sochaux por 1 a 1, no estádio Auguste-Bonal. Cavani tinha aberto o placar aos 24 de partida com um golaço, dominando no peito e acertando de voleio por baixo das pernas do goleiro, mas o líder isolado não conseguiu retomar o controle da partida depois do lance infeliz do zagueiro brasileiro e vai ter de esperar mais um pouco para fazer a festa.

Com o empate, o PSG foi a 83 pontos e ficou a oito do Monaco, a três rodadas para o fim do Campeonato Francês. Na próxima rodada, tem tudo para garantir o quarto título da competição em sua história. Diante de sua torcida, no Parque dos Príncipes, enfrenta o Rennes, 15º colocado. Ameaçado pelo rebaixamento, o Sochaux soma 34 na classificação, em 18º lugar, na primeira posição da zona de descenso.

CONTROLE PARISIENSE E GOLAÇO À LA IBRA

O PSG teve dificuldades no início da partida. Ameaçado pelo rebaixamento, o Souchax chegou a equilibrar as ações ofensivas nos primeiros minutos. Mas, a partir dos 15, os atuais campeões começaram a controlar o jogo e abriram o placar aos 24, num golaço de Cavani, em lance que Ibrahimovic, especialista em protagonizar belos lances, assinaria embaixo. O uruguaio aproveitou lançamento do meio de campo de Thiago Motta, dominou no peito na meia-lua e, sem deixar a bola cair, acertou um voleio por baixo das pernas do goleiro.

Depois de ficar em vantagem, o time da capital pressionou o anfitrião no campo de defesa, quase marcou de novo com Lavezzi, aos 30. O PSG só levou um susto aos 45, quando Sirigu salvou com os pés conclusão de Roudet quase na pequena área, depois de Thiago Silva e Thiago Motta baterem cabeça num cruzamento.

AZAR E FESTIVAL DE CHANCES PERDIDAS

O segundo tempo foi bem diferente do primeiro. O PSG se encolheu, abdicou da troca de passes estilo "tiki-taka" que o caracterizou na temporada e passou a apostar nos contra-ataques rápidos puxados por Lucas e Lavezzi.

A mudança de postura custou caro. O Sochaux pressionou e chegou ao gol num lance de azar de Thiago Silva, com falha de Sirigu. Aos dez minutos, o goleiro saiu mal num cruzamento, espalmando para o meio da área, a bola bateu no zagueiro e entrou.

O empate melhorou o jogo. As chances de gol se sucederam para os dois times, numa disputa franca. Foram oito oportunidades, quatro para cada equipe, em 25 minutos. Lucas perdeu uma delas e também criou outra, desperdiçada por Cavani. Mas não devem fazer tanta falta. O bi do PSG parece questão de tempo, desde que não dê azar de novo.


Gol contra de Thiago Silva adia conquista antecipada do bi pelo PSG

Gol contra de Thiago Silva adia conquista antecipada do bi pelo PSG

Gol contra de Thiago Silva adia conquista antecipada do bi pelo PSG

Fonte: EGO