Grafite se salva em trabalho de finalização com baixo aproveitamento

Atacante marca três gols em oito possíveis durante atividade deste sábado

Depois de mais um treinamento coletivo sem gols, os jogadores da seleção brasileira comprovaram que a pontaria não anda das melhores na fase de preparação para a Copa do Mundo. Neste sábado, na Randburg High School, em Joanesburgo, os atletas tiveram um aproveitamento bastante ruim em uma atividade de finalizações.

Autor de um gol anulado por Dunga no treino, Grafite foi o melhor entre os seis participantes. Mesmo assim, não superou muitas vezes Doni e Gomes. Em oito chutes, marcou três vezes. Em segundo veio Robinho, com dois.

Os outros jogadores foram ainda piores. Kaká, que já não teve uma boa atuação no coletivo, marcou apenas um gol. O mesmo aconteceu com Luis Fabiano e Nilmar. Daniel Alves foi outro que balançou as redes em apenas uma oportunidade. Entretanto, arriscava os chutes da intermediária, enquanto os outros chegavam até a entrar na área.

Acertar o alvo, aliás, foi motivo de muita comemoração. Assim que conseguiram, Robinho e Kaká vibraram como se estivessem marcando um gol em final de Copa do Mundo. Doni também colaborou ao aceitar um chute sem tanta força de Daniel Alves.

Apesar das brincadeiras, a seleção brasileira não anda em harmonia com os gols nos últimos treinamentos. Desde que chegou à África do Sul, o time de Dunga realizou dois coletivos e um minicoletivo sem marcar nenhum. Em compensação, fez três no amistoso contra o Zimbábue, na última quarta-feira.

A chance de se redimir será neste, domingo, em amistoso contra a Tanzânia, às 12 (de Brasília), em Dar El Salaam. Até a estreia na Copa, dia 15 de junho, contra a Coreia do Norte, Dunga espera que a má pontaria seja apenas uma fase passageira.

Fonte: Globo Esporte