Grêmio contrata 18 jogadores na tentativa de reciclar o elenco

A promessa, após o último anúncio, de Fábio Aurélio, é que a lista não irá fechar e podem aparecer outros nomes contratados.

O Grêmio reformulou completamente o elenco principal para esta temporada. Chegaram 18 jogadores e saíram outros tantos. Porém, para evitar um inchaço elevado do grupo, muitos atletas foram emprestados. Para não sofrer de tal mal ao fim do ano, a agremiação torce para que os "indesejados" não retornem ou surjam novos interessados.

Atualmente são 33 jogadores no elenco principal, já contando a saída de Mário Fernandes - que vai para o CSKA - e as chegadas de Fábio Aurélio e Zé Roberto, que acontecerão na próxima semana. Destes, Souza, Bertoglio, Werey e Pará são emprestados.

O número, porém, assusta se contar os atletas que são do Grêmio e estão em outros clubes. Com contratos longos, voltam ao Olímpico ao fim do ano, ou já regressaram e estão trabalhando em separado, 11 jogadores. São eles: Willian Magrão, Everaldo, Émerson, Spessatto, Pessalli, Maylson, Júnior Viçosa, Bruno Collaço, Bergson, Wesley e Mateus Magro. Todos com vínculos longos.

A lista não se torna maior, pois quatro jogadores que estão emprestados tem contratos por terminar: Anderson Pico [está treinando no Grêmio e o vínculo vence em julho], Roberson [Sport, vínculo até dezembro], William Thiego [Ceará, até dezembro] e Leandro Lessa [Comercial-SP, até dezembro]. Além de Mithyuê, que estuda voltar a jogar futsal e deve rescindir amigavelmente.

Por isso, o clube torce para que os clubes que receberam os atletas de vínculos maiores - a maioria ex-jogadores da base que deixaram o Grêmio para ganhar experiência - se interessem pela renovação dos empréstimos ou ainda compra de direitos. Senão, ao fim do ano o número de jogadores pode ultrapassar os 40.


Grêmio contrata 18 jogadores na tentativa de reciclar o elenco

E não há chance clara para os que saíram do grupo. É difícil imaginar em um possível regresso para atletas como Pessalli, por exemplo, já que foram contratados dois jovens como apostas em sua função: Felipe Nunes e Rondinelly. Viçosa, Wesley, Magrão, todos foram restados e não deram certo. O problema, também, é o aproveitamento deles nos times em que estão. Bruno Collaço, Maylson e Júnior Viçosa, por exemplo, sequer tem ficado no banco em suas equipes.

Enquanto isso, o time tricolor não cansa de receber novos atletas. A promessa, após o último anúncio, de Fábio Aurélio, é que a lista não irá fechar e podem aparecer outros nomes contratados.

"Nosso grupo não se fecha nunca. Imagina se eu digo que está fechado e nos oferecem o Neymar? Estamos sempre atentos e a direção trabalhando forte no mercado", afirmou Vanderlei Luxemburgo.

O Brasileirão entrou em recesso pelos jogos da seleção brasileira. O elenco segue de folga nesta terça-feira. Os treinos serão retomados na quarta, com dois turnos de atividades. O próximo compromisso será somente dia 6, contra o Atlético-GO, em Goiânia.

Fonte: UOL