Grêmio vence por 2 x 0 e Corinthians segue na laterna

Grêmio vence por 2 x 0 e Corinthians segue na laterna

Com gols de Marco Antonio e André Lima, time de Luxemburgo supera o de Tite por 2 a 0 no Olímpico

Com jogos importantes no meio de semana, por Copa do Brasil e Libertadores, respectivamente, os técnicos de Grêmio e Corinthians optaram por estratégias diferentes para o duelo deste domingo. Enquanto os gaúchos entraram com força máxima, os paulistas foram com os reservas. E pagaram caro. Vitória por 2 a 0 para o Tricolor, com gols de Marco Antonio e André Lima.

Dessa forma, o Grêmio chegou a três vitórias seguidas, somou nove pontos e firmou pé na turma de cima do Brasileirão: é o terceiro colocado. Em quatro rodadas, o Timão voltou para a lanterna, continua com apenas um ponto e amarga três derrotas ? duas com time suplente.

Agora, ambos se voltam para as competições em que estão na fase semifinal. Na quarta, às 21h50min, o Grêmio recebe o Palmeiras pela Copa do Brasil. O time paulista, na Vila Belmiro, desafia o Santos, pela Libertadores.

Gol muda o jogo

Mesmo com apenas Fábio Santos de titular, o Corinthians começou melhor. Tinha em Douglas, principal alvo das vaias da torcida, seu organizador. Em um de seus lances, serviu Elton, que chutou cruzado assustando Victor. O panorama parecia não mudar, com o Grêmio burocrático e preso à marcação, até a sorte e um gol mudarem a partida.

Léo Gago levantou para a área, e André Lima trombou com a defesa. A bola se ofereceu a Marco Antonio. De pé direito, de fora da área, ele bateu forte. Danilo Fernandes tentou espalmar, mas aceitou: 1 a 0, aos 21 minutos.

O lance antecedeu a supremacia tricolor. Ao ampliar o placar com André Lima, sete minutos depois, após bela trama coletiva, com inversão de jogadas, intensa troca de passes e participação de Miralles e Souza, o Grêmio ainda criou uma série de oportunidades.

Não fosse a má pontaria, com chutes desviados de Marco Antonio e Miralles, e o placar seria maior. O Corinthians, aparentemente sem força, produzia no máximo chutes de fora da área.

Postura diferente

A volta do intervalo mostrou um Timão mais interessado, disposto, perigoso. Enfim, melhor. Tite não mudou a escalação, mas a postura melhorou. Nem a entrada de Kleber, no retorno do Gadiador ao Olímpico, impediu o rival de ter a iniciativa das jogadas.

E, de novo com Douglas, criou chance de marcar. Aos dez minutos, o meia lançou William. O atacante perdeu na dividida com Victor e, antes de Elton pegar o rebote, Vilson mandou a escanteio.

O confronto continuou equilibrado e com poucas chances de gol. Kleber reclamou de pênalti de Antonio Carlos aos 20. Douglas acertou o travessão, em cobrança de escateio aos 31. E, aos 36, Kleber perdeu sem goleiro. E foi só.

Fonte: Globo Esporte