Grupo de torcedores protesta contra saída de Diego Maradona da seleção argentina

Grupo de torcedores protesta contra saída de Diego Maradona da seleção argentina

Os manifestantes, em sua maioria

Aproximadamente 60 torcedores se concentraram na porta da Associação do Futebol Argentino (AFA), nesta terça-feira, para protestar contra a decisão da entidade de não renovar o contrato de Diego Armando Maradona como técnico da seleção nacional.

Os manifestantes, em sua maioria "barras bravas" do Boca Juniors, repudiaram com insultos o presidente da AFA, Julio Grondona, e mostraram a rejeição à decisão do Comitê Executivo pichando a sede do

organismo reitor do futebol local.

Aproximadamente 60 torcedores se concentraram na porta da Associação do Futebol Argentino (AFA), nesta terça-feira, para protestar contra a decisão da entidade de não renovar o contrato de Diego Armando Maradona como técnico da seleção nacional.

Os manifestantes, em sua maioria "barras bravas" do Boca Juniors, repudiaram com insultos o presidente da AFA, Julio Grondona, e mostraram a rejeição à decisão do Comitê Executivo pichando a sede do organismo reitor do futebol local.

Protesto da torcida Argentina, MaradonaApós a confirmação da saída de Maradona do comando da seleção, torcedores foram protestar na sede da AFA, em Buenos Aires (Foto: AFP)

Por outro lado, dirigentes manifestaram apoio à entidade e criticaram Maradona.

- Diego colocou que não queria que houvesse mudanças. Isso foi injusto - disse o presidente do Argentinos Juniors e membro do Comitê Executivo da AFA, Luis Segura, em declarações ao canal de televisão "C5N".

Antes de se reunir com Grondona, Maradona havia dito, em um programa de televisão, que a seleção deveria buscar um novo técnico se os dirigentes quisessem que ele trocasse seus colaboradores.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com