Guga diz temer perder torcida em jogo contra "rival" sérvio Djokovic

Guga diz temer perder torcida em jogo contra "rival" sérvio Djokovic

Guga teme perder torcida em duelo com Djokovic e minimiza pedidos por vitória

Conhecido pelo carisma, Gustavo Kuerten ficará frente a frente de um ?rival? à sua altura neste quesito. Neste sábado, no Maracanãzinho, Guga enfrentará Novak Djokovic em jogo-exibição e teme perder a maioria torcedores mesmo em jogo dentro de casa. O tenista número 1 do mundo arrastará fãs ao estádio e, de acordo com o seu adversário, não há muito o que ser feito para evitar a derrota. Guga faz questão de se adiantar para evitar expectativa ? daqueles que estarão ao seu lado ? de um triunfo sobre o sérvio.

Guga ressalta que a possibilidade de surpreender Djokovic na quadra é nula e faz piada sobre o assunto. ?Pô, se o Federer, o Nadal ou o Murray, que estão no auge, não conseguem, como eu vou conseguir??, questionou o ex-tenista brasileiro. Ele adiantou os seus planos para lá de modestos durante o confronto.

?É uma grande chance jogar contra o Djokovic. Uma sensação para todos nós, será especial. Nunca treinei tanto para uma partida, mas será difícil. Se uma esquerda na paralela entrar, já está bom?, brincou Guga. O brasileiro diz estar preparado para enfrentar a torcida contra no Rio de Janeiro, mas ressalta que será uma situação diferente.

?Muita gente pode torcer contra mim, algo que nunca imaginei que pudesse acontecer no Brasil. Você é tão carismático que vai ter muito apoio. Espero que a gente se divirta bastante?, disse Guga. Novak Djokovic retribuiu o elogio e lembrou que não pode ser considerado favorito no saibro, superfície preferida do adversário deste sábado.

?Quando estavam organizando esse evento, eu não acreditava que poderia jogar contra você. Queria que acontecesse. Meu sonho se realizou?, comentou o número 1 do mundo.

Djokovic também se recordou de quando se emocionou com Guga. Em 2001, o brasileiro desenhou um coração na quadra de Roland Garros após vencer Michael Russell por 3 sets a 2. ?Sou fã do Guga. Lembro sempre dele desenhando um coração na quadra. Aquilo me impressionou, foi emocionante demais. Chorei junto assistindo à cena. Era um grande tenista, um grande caráter e vivia sorrindo?, elogiou o sérvio.

Entre elogios, Gustavo Kuerten e Novak Djokovic se enfrentam no Maracanãzinho neste sábado, a partir das 18h30. Guga admite que não acreditava na chance de encarar o melhor do mundo. ?Duvidava da capacidade do Rio em trazer o homem?, disse. Djokovic respondeu com uma tentativa de diminuir a importância da sua presença em quadra. ?Para mim, é um privilégio estar aqui. O importante é celebrar o tênis?.

No Rio de Janeiro desde a manhã de sexta-feira, Djokovic já visitou a favela da Rocinha para inaugurar uma quadra de tênis e planejou visitas aos pontos turísticos da cidade. No domingo, o tenista sérvio irá ao Engenhão para participar de jogo de futebol ao lado de Petkovic, Zico, Romário, Renato Gaúcho e Bebeto. A partida será a preliminar do jogo entre Fluminense e Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Fonte: UOL