Guilheiro conquista a segunda prata do Brasil no Mundial do Japão

Guilheiro conquista a segunda prata do Brasil no Mundial do Japão

Depois de vencer Canto nas semifinais, judoca consegue sua primeira medalha em mundiais. Com problemas gástricos, Tiago Camilo termina em sétimo

Bronze nas Olimpíadas de Atenas-2004 e Pequim-2008, Leandro Guilheiro não sabia o que era subir ao pódio de um Campeonato Mundial. Nesta sexta-feira, em Tóquio, fez sete lutas e ganhou o direito de pôr no peito a prata da categoria até 81kg, repetindo a façanha de Mayra Aguiar na -78kg. Depois de vencer o duelo verde-amarelo contra Flávio Canto nas semifinais, ele perdeu para o coreano Jae-Bum Kim no golden score.

Tiago Camilo, que em 2007 foi campeão na -81kg e hoje compete na - 90kg, teve problemas gástricos e terminou na sétima colocação, após perder para o russo Denisov. Hugo Pessanha, que compete na mesma categoria, parou na segunda rodada ao cair diante do francês Romain Buffet.

Guilheiro fez cinco lutas até as semifinais. No confronto com o também medalhista olímpico de Atenas 2004, a delegação brasileira, da arquibancada, aplaudia. Neste ano, pela primeira vez, os países puderam levar dois representantes em cada categoria.

Após ser derrotado, Canto abraçou Guilheiro e passou a torcer pelo amigo. Sentou-se na arquibancada e viu a decisão do ouro.

- Pega você primeiro, Leandro! - gritava.

Guilheiro perdeu para o coreano Kim, vice-campeão olímpico, por um wazari, no golden score. Pôs no peito, pela primeira vez, uma medalha mundial.

O brasileiro mudou de categoria depois do Mundial de 2009, em Roterdã. Desde que passou do - 73kg para - 81kg, o santista só não ganhou medalha em uma competição: o Grand Slam de Moscou. Foi bronze no Grand Slam de Tóquio, ouro no Grand Slam de Paris, prata no Grand Prix de Tunis, bronze no Grand Slam do Rio de Janeiro e ouro na Copa do Mundo de São Paulo.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com