Herói da classificação do Flamengo, artilheiro Hernane fala da mãe:"Disse que eu seria decisivo"

Herói da classificação do Flamengo, artilheiro Hernane fala da mãe:"Disse que eu seria decisivo"

Após o show rubro-negro na noite desta quarta-feira, o Brocador lembrou a importância de sua mãe para manter a cabeça no lugar

Três gols em uma partida, 31 na temporada deste ano e 14 no Maracanã depois da reabertura do estádio. Para quem duvidava de Hernane, que chegou ao Flamengo no ano passado sem conseguir se firmar, o atacante rubro-negro provou contra o Botafogo mais uma vez a sua importância para o time atual. Após o show rubro-negro na noite desta quarta-feira, o Brocador lembrou a importância de sua mãe para manter a cabeça no lugar e ser o heroi da clafficação rubro-negra para as semifinais da Copa do Brasil.

- Não sei explicar ainda o que sinto. Minha mãe está muito feliz e ela falou para eu ter muita calma porque eu seria decisivo. Consegui passar da minha meta de 30 gols este ano. Agora já são 31 e preciso trabalhar para continuar sendo decisivo - comentou Hernane, esperando que as críticas cheguem ao fim. - Os gols são muito importantes para mim. Para quem não acreditava em mim, eu tinha que mostrar meu valor. Graças a Deus tenho conseguido dar alegria para a torcida.

Os companheiros também festejaram o bom momento do artilheiro rubro-negro. Elias destacou não apenas a qualidade do atacante como o fato de Hernane ter dado a bola para Leonardo Moura cobrar o pênalti que resultou no quarto gol do Flamengo.

- A gente sabe que o Hernane dentro da área é um dos melhores do pais. Sabe fazer gol como ninguém e está honrando a camisa 9. E ainda é humilde. Deu um presente para o Leo Moura, que fazia aniversário - elogiou Elias.

Hernane reconheceu que não quis cobrar o pênalti para dar a chance de Leonardo Moura ser festejado pela torcida.

- Conversei com Paulinho e ele falou que era o aniversário do Leo Moura. Fiz três gols, sofri o pênalti e dei na mão dele, porque ele merecia esse presente.

Fonte: Extra