Após dores, Hulk deixa escalação no ar:"Espero que não seja nada"

Após dores, Hulk deixa escalação no ar:"Espero que não seja nada"

Atacante concede entrevista coletiva após deixar treino mais cedo por sentir dores na coxa esquerda e diz que conversará com Felipão

O atacante Hulk deixou o treino deste domingo, em Teresópolis, mais cedo por conta de um incômodo na parte posterior da coxa esquerda. Na coletiva de imprensa, apesar de afirmar que "dá para jogar", ele preferiu não cravar sua escalação na partida de terça-feira, contra o México, no Castelão.

- Dá pra jogar, em Copa do Mundo temos que enfrentar tudo, e espero que não seja nada demais. Tive duas finalizações e senti um incômodo. Saí por precaução e espero não ter problema. Quem vai decidir é o Felipão. Quero jogar todos os jogos. Vou tratar para poder chegar na terça e poder entrar em campo para ajudar a Seleção ? afirmou o jogador.

Hulk revelou que sentiu o incômodo em dois momentos: quando levantou a perna e no momento em que marcou um dos gols do coletivo deste domingo. Apesar de estar na delegação que vai embarcar para Fortaleza, o jogador afirmou que ainda terá uma conversa com o treinador da Seleção.

- Vamos conversar e ver o que será melhor para a Seleção. Sou um jogador que procurar ajudar ao máximo. Pedi a Deus para não ter contusão. Claro que preocupa, mas estamos nas mãos de ótimos profissionais.

Questionado sobre os momentos que viveu na Seleção, principalmente quando foi questionado durante a Copa das Confederações, Hulk não pensou duas vezes.

- Isso é fruto de trabalho. Não caí de paraquedas. Trabalhei muito para chegar aqui. Fui aposta do Dunga, do Mano e depois do Felipão. Não foi fácil. Cheguei questionado e hoje tenho a confiança de todos. Ocupei o meu espaço, fiz o meu trabalho e fui feliz.

Fonte: Globo Esporte