Técnico Tite decide hoje se Adriano joga contra o América-MG

Técnico Tite decide hoje se Adriano joga contra o América-MG

Adriano vive a cada treino a expectativa de, enfim, ser útil ao Corinthians

Adriano vive a cada treino a expectativa de, enfim, ser útil ao Corinthians. Depois de jogar 42 minutos somados em duas partidas, o Imperador foi tirado de ação para perder peso, ganhar ritmo e voltar para ser o diferencial do Timão na reta final do Campeonato Brasileiro. Entretanto, após outra semana de atividades, o centroavante ainda não agrada. Tite decidirá nesta sexta-feira se o utilizará contra o lanterna América-MG, domingo, às 17h, em Uberlândia, mas internamente já se posicionou que ele ainda não deve voltar a ser relacionado.

O desempenho do centroavante no treino de quinta-feira à tarde, no CT Joaquim Grava, desanimou o comandante. Em campo reduzido, o treinador comandou uma atividade exigindo toques rápidos e muita movimentação. Adriano sofreu. Com muita dificuldade, o atacante acabou marcado facilmente por Wallace, de quem levou um chapéu, e praticamente não tocou na bola. A pouca força ofensiva de Adriano permitiu que os titulares atropelassem os reservas por 4 a 0.

A decisão de não convocar Adriano cabe somente a Tite. O jogador não tem mais restrições físicas no tendão, operado em abril, e no tornozelo do pé esquerdo, problemático desde que defendeu o Inter de Milão. A balança, porém, continua sendo uma inimiga. A redução do percentual de gordura de 14 para 11, como quer o departamento físico, ainda não foi atingida, o que aumenta a dificuldade dele em se movimentar pelo setor ofensivo e, claro, ser eficiente como no passado.

Tite quer evitar ao máximo que Adriano fique exposto a críticas e, principalmente, vaias da torcida. As exibições pouco produtivas contra Atlético-GO (12 minutos) e Botafogo (30 minutos) fizeram o treinador decidir que ele só seria aproveitado novamente quando pudesse enfrentar os adversários com certa igualdade. O treinador teme que a paciência da Fiel na reta final do Brasileirão possa ser curta até mesmo com a principal contratação do clube desde Ronaldo. Domingo, mais de 40 mil alvinegros estarão no Parque do Sabiá.

Outro fator que dá mais tranquilidade à comissão técnica para manter o Imperador fora dos gramados são os outros atacantes do elenco. Jorge Henrique, com uma lesão na coxa direita, já está fora, mas os titulares Willian e Liedson agradam pelas últimas exibições. Emerson, mesmo no banco, já demonstrou ser fundamental à equipe, como aconteceu na suada virada sobre o Avaí. Os meias Alex e Danilo também corresponderam quando atuaram ainda mais próximos do ataque.

Do outro lado, há a pressão para Adriano jogar. O presidente Andrés Sanches contava com o jogador em ação dentro do prazo de cinco meses, estipulado pelos médicos para se recuperar. Com mais de seis meses desde a intervenção, o dirigente não esconde mais a insatisfação. Em entrevista no CT Joaquim Grava, na quarta-feira, o mandatário reconheceu que o retorno está demorando mais do que o esperado.

Sanches deixará o cargo em dezembro com vitórias administrativas importantes, como a construção do centro de treinamentos e do tão sonhado estádio de Itaquera, palco paulista da Copa do Mundo de 2014 . Mas entregá-lo com a conquista do Brasileirão tendo a participação de Adriano é visto por sua cúpula como o que falta para encerrar sua gestão ainda mais em alta.

Caso seja vetado pela quarta vez consecutiva (não atuou contra Cruzeiro, Internacional e Avaí), Adriano chegará ao limite da projeção feita pelo corpo clínico alvinegro. Segundo médicos, preparadores físicos e fisioterapeutas, o Imperador terá condições de atuar em plenas condições nas últimas cinco rodadas. Nelas, o Timão pega Atlético-PR (casa), Ceará (fora), Atlético-MG (casa), Figueirense (fora) e Palmeiras (casa).

Tite foi para casa na quinta-feira à noite pessimista sobre a participação de Adriano contra o América-MG. A decisão, contudo, será tomada na sexta. O elenco deve realizar um treinamento recreativo e outro de posicionamento em bolas paradas. As chances de ser relacionado são pequenas, mas existem. O técnico decide.


Imperador não convence Tite e pode ser barrado pela quarta vez seguida

Fonte: GloboEsporte