Diretoria do Timão quer Adriano mais magro até o fim do Brasileirão

Diretoria do Timão quer Adriano mais magro até o fim do Brasileirão

A meta da comissão técnica é que o Imperador diminua de 14% para 11% seu percentual de gordura corporal

Depois de duas atuações com muita dificuldade de movimentação, Tite já determinou: quer Adriano mais magro na reta final do Campeonato Brasileiro. A oito rodadas do fim, a balança está presente na vida do centroavante. A meta da comissão técnica é que o Imperador diminua de 14% para 11% seu percentual de gordura corporal. Hora de suar a camisa nos treinamentos e fechar a boca? Errado! O importante é comer nas horas certas.

- Hoje, o percentual de gordura do Adriano é de 14%. Nós queremos que ele chegue a 11% até o fim do campeonato. Com os treinamentos e reduzindo o peso, ele conseguirá ter mais mobilidade no gramado ? afirmou o fisioterapeuta Bruno Mazziotti.

Desde que Adriano foi a campo por 42 minutos (12 diante do Atlético-GO e 30 frente ao Botafogo), os departamentos médico e físico do clube decidiram que era preciso intensificar as atividades para atingir um melhor nível. O Imperador foi superado facilmente pelos marcadores adversários e esteve longe de corresponder ao que torcida e clube esperam dele.

O atacante vem sendo submetido nas duas últimas semanas a sessões de treinos com intensidade elevada. Mais do que os trabalhos físicos para queimar calorias, o jogador passou a ter mais tempo na fisioterapia para ganhar equilíbrio no tornozelo esquerdo, antigo problema do atleta, agravado pelo rompimento do tendão do mesmo pé. Por conta disso, manca quando tenta iniciar uma arrancada.

- O Adriano melhorou bastante nos últimos dias, mas precisamos continuar com essa evolução. Ele já se movimenta muito mais e consegue responder melhor aos trabalhos ? acrescentou Mazziotti.

Com atividades com grau de intensidade maior e precisando emagrecer, Adriano passou a comer... Mais! A conta é simples: os treinos puxados consomem um número elevado de energia e, portanto, exigem do atleta um consumo maior do que o habitual. Em casa e durante as sessões, seja na academia ou no campo, o centroavante é obrigado a se alimentar de três em três horas, com sanduíches leves, suplementos e barras de proteína ou cereais. O Timão recorreu também aos chás branco e verde para eliminar o excesso de líquidos do corpo.

- O Adriano não pode fazer uma dieta com menos carboidratos, por exemplo. Como ele está treinando mais, vai precisar repor essa energia se alimentando. Se reduzirmos a comida, ele pode ter alguma lesão porque o corpo passa a consumir a massa magra. Nossa recomendação é para que, fora do clube, tenha uma alimentação saudável ? explicou o fisioterapeuta.

Nem mesmo a cerveja está proibida, mas não é recomendada. De acordo com o médico Joaquim Grava, Adriano está com 101kg e precisa diminuir para 98kg.

- O álcool contém calorias e dá aquela sensação de inchaço no corpo. O problema não é beber, mas sim a dificuldade que jogador vai ter para treinar no dia seguinte. Consequentemente, não terá o mesmo ritmo - esclareceu Grava.

Poupado diante do Cruzeiro, Adriano ainda é dúvida para enfrentar o Internacional, domingo, às 16h, no Beira-Rio. Na segunda-feira, o jogador se apresentou ao clube com febre e diarreia, perdendo três sessões de treinamentos. Ele participou do coletivo de quinta, mas a decisão do técnico Tite só será tomada nesta sexta à tarde.

- Ele está dando mais trabalho, já começou a trombar mais, a confiar na perna operada. Estamos vendo a evolução. Espero que em mais duas ou três semanas ele já esteja com 80 ou 90% do potencial porque vai ajudar muito a equipe ? projetou o zagueiro Paulo André.


Imperador x balança: meta é diminuir percentual de gordura para 11%

Fonte: GloboEsporte