Imprensa europeia exalta "renascimento" de Robinho

Imprensa europeia exalta "renascimento" de Robinho

Outros jornais britânicos também teceram elogios ao atacante.

O retorno de Robinho à Inglaterra com a camisa da Seleção Brasileira nesta terça-feira surpreendeu a Europa. Depois de o atacante criar o lance que gerou o gol contra de Andrews e anotar um golaço no segundo tempo, a imprensa daquele continente se rendeu ao jogador, que, segundo os jornais, teria se reencontrado após ser emprestado ao Santos no início deste ano.

"Deve ter sido a volta à Inglaterra que Robinho pensou quando aterrissou de helicóptero no Santos", sugeriu o jornal Daily Mail, lembrando a pomposa apresentação do atacante em fevereiro, na Vila Belmiro. "Nessa onda, o mundo inteiro está em perigo na África do Sul", complementou o periódico.

Outros jornais britânicos também teceram elogios ao atacante. De acordo com o Times Online, o Brasil "funcional" de Dunga foi elevado graças ao brilho raro de um Robinho "irresistível". Já o tabloide The Sun ressaltou o fato de o italiano Fabio Capello, técnico da seleção inglesa, ter assistido à partida e visto que Robinho, seu ex-pupilo de Real Madrid, redescobriu sua melhor forma.

Na Espanha, onde o hoje santista ficou de 2005 a 2008, os periódicos foram menos elogiosos. Na matéria intitulada "os zagueiros irlandeses foram o ponto forte do Brasil", o As cita apenas que Robinho, "por ironia do destino, jogou talvez sua melhor partida na Inglaterra". Além disso, o periódico dedica apenas uma frase ao golaço que fechou o marcador: "O ex-jogador do Real combinou bem com Kaká e Grafite e marcou um belo gol".

Menos turrão foi o Marca ao dizer que o retorno ao Santos deu mostras de ter sido bom ao jogador. Já o El País noticia que Robinho recuperou o sorriso após passar "tantos meses deprimido no Manchester City".

Robinho não passou por clubes italianos em sua carreira como jogador, mas a Gazzetta dello Sport cita a "magia" do jogador, "faz-tudo" do amistoso. Além disso, a combinação com Kaká e Grafite no segundo gol do jogo foi descrita como "extraordinária". O site da Fifa segue a mesma toada ao dizer que o brasileiro foi a grande estrela do show em Londres.

Fonte: Terra, www.terra.com.br