Inglaterra "escala" Beckham e príncipe William por Copa 2018

Inglaterra "escala" Beckham e príncipe William por Copa 2018

"O futebol se tornou uma força poderosa para unir os ingleses", diz príncipe.

Príncipe William, David Cameron, David Beckham. A Inglaterra colocou em campo, nesta quinta-feira, em Zurique, na Suíça, um poderoso time para conquistar os votos do Comitê Executivo da Fifa, que vai escolher a sede da Copa do Mundo de 2018. Aliás, poderoso também foi o adjetivo usado pelo príncipe e presidente da Federação Inglesa de Futebol para classificar a importância do esporte no país e a dimensão da competição que poderá ser organizada lá.

- O futebol se tornou uma força poderosa para unir os ingleses. Seria uma honra enorme sediar o Mundial. A Inglaterra se compromete a receber a Copa e a fazer um torneio poderosíssimo, uma Copa para o mundo inteiro - prometeu o príncipe William.

O primeiro-ministro, David Cameron, foi além.

- Temos essa paixão pelo futebol e queremos fazer a Copa do Mundo mais espetacular da história. Políticos, a população e até o futuro rei estão nos apoiando. Jogadores, torcedores e a própria Fifa se beneficiariam - garantiu o primeiro-ministro.

O diretor-executivo da campanha, Andy Anson, destacou as vantagens dentro e fora do gramado.

- Já contamos com uma estrutura de futebol impecável, com estádios e centros de treinamento, e grande uma grande gama de atrações e possibilidades de diversão, como shows, teatros, pubs... - afirmou Anson.

O astro David Beckham voltou no tempo e relembrou a própria história, para ajudar a convencer os dirigentes da Fifa.

- Quando meu avô me levou pela primeira vez a um estádio, eu jamais poderia imaginar que estaria aqui, quase 30 anos depois, para representar o meu país. Todos estamos aqui porque queremos colaborar, beneficiar gerações e gerações, e criar um futuro melhor para os nossos netos - pediu o craque inglês.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com