Inter está disposto a pagar R$ 8 mi para tirar Oscar do São Paulo

Segundo o advogado do Inter, Daniel Cravo, o diretor de futebol são-paulino, Adalberto Baptista, prometeu levar a oferta para o presidente.

O Internacional apresentou ontem uma proposta ao São Paulo para a liberação do meia Oscar, envolvido em uma imbróglio jurídico com o clube paulista. Os gaúchos pretendem indenizar o São Paulo em cerca de R$ 8 milhões, valor que o Inter considera ser o máximo de acordo com seu entendimento da multa rescisória.



Segundo o advogado do Inter, Daniel Cravo, o diretor de futebol são-paulino, Adalberto Baptista, prometeu levar a oferta para o presidente Juvenal Juvêncio, que ficou de respondê-la na tarde de hoje.

"Eles não apresentaram uma contraproposta, o que nos surpreendeu", disse Cravos. "Mas foi uma reunião pautada em valores, não se discutiu a opção de o jogador retornar ao São Paulo."

Oscar já disse, por diversas vezes, que não quer voltar para o Morumbi. Apesar disso, a diretoria são-paulina insistia que seu único interesse era em ter o meia novamente no elenco e, por isso, não aceitava tratar sobre uma indenização com o atleta.

"Mas o São Paulo não pode obrigar o jogador a voltar. O único direito que eles têm é uma indenização. Apresentamos um valor significativo e justo", afirmou o advogado colorado, que veio a São Paulo acompanhado do diretor técnico do Inter, Fernandão.

A Folha tentou contato com Adalberto Baptista, mas ele não respondeu aos telefonemas.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br