Inter não convence contra Cruzeiro, mas Aránguiz brilha e leva time à semi

Inter não convence contra Cruzeiro, mas Aránguiz brilha e leva time à semi

Colorado atua em ritmo lento no Vale e conta com dois gols e assistência do chileno para suplantar Cruzeiro-RS

Se o centroavante e artilheiro Rafael Moura foi o desfalque de última hora com um problema no joelho, o Inter teve o meia Aránguiz em tarde de matador. E o chileno garantiu a classificação colorada às semifinais do Gauchão. Neste sábado, os comandados de Abel Braga fizeram 3 a 1 no Cruzeiro-RS, com dois gols do gringo, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo. Foi dele ainda a assistência para o tento de Wellington Paulista, num jogo de ritmo lento e que leva o Colorado ao confronto com o Caxias, na quarta-feira, também no Vale. A equipe grená superou o Veranópolis por 9 a 8 nos pênaltis, na última sexta-feira.

No primeiro tempo, Aránguiz marcou aos 32 minutos. D?Alessandro o encontrou livre e ele, de primeira, colocou no ângulo, sem chances para o goleiro Fábio. Na segunda etapa, o seu segundo gol saiu aos 22, quando aproveitou rebote do arremate de Fabrício. Aos 39, Matheus descontou para o Estrelado, após driblar Dida. Mas ainda deu tempo para Wellington Paulista receber passe de Aránguiz e soltar a bomba para fazer 3 a 1.

Um resultado que acalma os ânimos após bronca geral pelo cancelamento da partida no Beira-Rio. A notícia surpreendeu a todos na quinta-feira, deixou descontente a torcida e gerou críticas até de Abel Braga. O Inter se justificou: tirou o jogo do estádio remodelado para dar tempo hábil ao fim das obras e aos preparativos para a festa inaugural, em 5 e 6 de abril.

Aránguiz abre o placar após passe de D"Ale

O Inter deu um susto em seu torcedor logo no início da partida. A defesa cochilou e quase deixou o Cruzeiro-RS abrir o placar. Aos três minutos, Dida foi repor a bola, mas demorou e quase perdeu para Márcio Bambu. A defesa, no entanto, conseguiu se recompor e evitou o gol. O time do técnico Luiz Antônio Zaluar se empolgou. Quatro minutos depois, Reinaldo entrou livre e chutou rasteiro. Desta vez, o goleiro colorado estava atento e salvou a equipe da casa.

As dificuldades da equipe de Abel Braga continuaram. A marcação imposta pelo Cruzeiro anulava as jogadas coloradas. Recuperado do edema na coxa esquerda que o afastou após três partidas, D"Alessandro errava muitos passes. Aos 22, um dos poucos momentos de perigo do Inter: Fabrício cruzou para o camisa 10, que soltou uma bomba. A bola acertou a mão de Jeanderson, mas o árbitro Leandro Vuaden mandou o jogo seguir. Só que o capitão colorado é diferenciado. Aos 32, deu passe para Aránguiz, que chutou de fora da área, no ângulo de Fábio: 1 a 0. A assistência ?ligou? D?Ale. O Inter acabou a primeira etapa melhor.

Chileno matador, Cruzeiro desconta

Os primeiros minutos do segundo tempo foram dos comandados de Abel no campo ofensivo, principalmente alçando bolas à área. Wellington Paulista cabeceou após cruzamento de D?Alessandro aos oito minutos, mas a bola foi pela linha de fundo. O Cruzeiro-RS não mostrava forças para buscar o empate. E, sem encontrar as mesmas complicações dos 45 minutos iniciais, os colorados trocavam passes atrás do espaço para construir as jogadas.

Aos 18 minutos, Alex deu um chute que fez os torcedores relembrarem seus bons momentos da primeira passagem pelo clube gaúcho ? entre 2004 e 2009. Recebeu na intermediária, avançou com a bola e emendou um potente arremate com a perna direita. Fábio conseguiu evitar, cedendo escanteio. Se Alex não teve sucesso, Aránguiz brilhou de novo. Quatro minutos depois, Fabrício recebeu na entrada da área um passe do chileno e chutou rasteiro. Fábio espalmou. No rebote, o volante, já dentro da área, completou a jogada, marcando o segundo gol colorado.

No fim do jogo, com a classificação assegurada, Abel preservou D?Ale e colocou Sasha, e ainda deu oportunidade a Ygor, que entrou na vaga de Alex. Antes do término do embate, o Cruzeiro-RS descontou. Claudinho lançou Matheus, que driblou Dida e empurrou para o fundo das redes. O Inter não se abalou e chegou ao terceiro. Aos 45, Aránguiz passou para Wellington Paulista, que deu um belo chute de fora da área para dar números finais ao confronto e confirmar o time nas semifinais do Gauchão. Agora, tudo é Caxias.

Fonte: GloboEsporte