Inter se preocupa com Neymar e Ganso em jogo contra Santos

Mesmo que seja apenas a segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, a partida contra o Santos tem ares de decisão pelo lado do Inter


Inter se previne para enfrentar o

Mesmo que seja apenas a segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, a partida contra o Santos tem ares de decisão pelo lado do Inter. Há uma grande preocupação com o coletivo do clube paulista. No entanto, duas peças terão cuidados especiais: o meia Paulo Henrique Ganso e o atacante Neymar.

Mas como marcar um jogador da qualidade de Neymar? É na base da conversa que o técnico Dorival Júnior tem tentado acertar a marcação. No treino de segunda-feira, tentou ajustar o sistema defensivo contra o garoto ?imprevisível? do Santos.

- O Neymar é imprevisível. Com ele, pode acontecer de tudo. Todo cuidado é pouco ? disse Dorival.

Dorival, aliás, conhece de perto a dupla santista. Comandou os dois em 2010, quando o Santos era o time mais badalado do país e conquistou a Copa do Brasil.

Já o lateral-direito Nei destacou a visão de jogo de Ganso. Por isso, considera o meia até mais difícil de marcar do que o atacante.

- Será sempre difícil marcar o Neymar, é muito rápido. É necessário ter inteligência, pensar antes que ele ? afirmou, logo completando:

- Acho que é até mais difícil marcar o Ganso, já que se trata do pensador do time, aquele que deixa o próprio Neymar em condições de marcar.

Ao fazer um comparativo entre os dois elencos, Nei vê uma vantagem no Inter: acredita que o clube gaúcho tenha mais experiência na Libertadores e que isso pode ser uma boa vantagem nos dois confrontos.

- O conjunto do Santos é muito bom, assim como o do Inter também. Mas a Libertadores é diferente do Brasileirão, é mais pegada, com jogadas ríspidas. Acho que é uma vantagem. Estamos mais acostumados a disputar a Libertadores ? avalia.

Fonte: GloboEsporte