Internacional supera e vence Atlético-PR por 1 a 0 na Arena da Baixada

O resultado não só mantém o Internacional na terceira posição da competição, com 41 pontos, como também faz o clube encostar no vice-líder São Paulo

Na partida de abertura da 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Internacional sofreu, mas conseguiu superar o Atlético-PR, neste sábado, na Arena da Baixada. Atrapalhados por uma forte chuva durante o primeiro tempo, as equipes pouco produziram e a qualidade técnica do jogo foi melhorar apenas na segunda etapa. Já no final, Rafael Moura, que começou no banco, entrou e marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre os paranaenses.

O gol da vitória, aliás, tirou um peso das costas do atacante colorado. Muito criticado pela torcida gaúcha, Rafael Moura não sabia o que era balançar as redes no torneio nacional desde a 13ª rodada, quando o Inter bateu o Santos, no Beira-Rio, no longínquo 3 de agosto de 2014.

O resultado não só mantém o Internacional na terceira posição da competição, com 41 pontos, como também faz o clube encostar no vice-líder São Paulo, que enfrenta o Corinthians neste domingo e possui apenas um ponto a mais que o time gaúcho. Já a derrota faz o Atlético-PR se manter na parte de baixo da tabela, em 11º, com 29 pontos conquistados. O revés faz acender um sinal de alerta no clube, já que a equipe agora está mais próxima da zona de rebaixamento, do que da classificação para a Copa Libertadores.

Atrapalhados pel forte chuva que caiu na Arena da Baixada, Atlético-PR e Internacional não conseguiram criar muitas oportunidades ofensivas com a bola rolando. A drenagem do gramado não resistiu a intensidade da água e muitas poças apareceram no campo, prejudidando o toque de bola das duas equipes.

A melhor chance de gol da primeira etapa aconteceu justamente antes da chuva começar. Aos 9min, Mário Sérgio avançou pela direita e cruzou para Douglas Coutinho bater rasteiro. Dida saiu bem e salvou o Inter. Já os visitantes foram ter uma boa oportunidade apenas aos 28min. Após a bola parar em uma poça, Eduardo Sasha chutou forte e assustou o goleiro Weverton.

Com uma trégua da chuva, e os 15 minutos do intervalo, o gramado melhorou e as equipes tiveram mais facilidade para jogar na etapa final. Com a bola rolando, o Atlético-PR foi superior.

Logo aos 3min, Bady cobrou falta perigosa, no cantinho, e Dida espalmou para a lateral do campo. Aos 11min, mais uma chance dos donos da casa: Willian Rocha aplicou uma "caneta" em D'Alessandro e arriscou de fora da área. A bola saiu com efeito e quase surpreendeu Dida, que precisou mandar para a linha de fundo para salvar o Inter novamente.

Os donos da casa até chegaram a balançar as redes, mas o lance foi corretamente anulado pela arbitragem. Willian Rocha cruzou e Douglas Coutinho usou a mão para desviar para o gol.

Sem poder ofensivo, Abel Braga arriscou uma mudança e teve sucesso. O técnico tirou Wellington Paulista e apostou na entrada de Rafael Moura. O atacante, que não marcava há nove rodadas, desencantou e deu a vitória ao clube gaúcho. Aos 36min, Valdivia, que acabara de entrar, recebeu na área e bateu cruzado. Após desvio, Rafael Moura precisou apenas completar para o fundo do gol.

Na próxima rodada, o Internacional rebece o Criciúma, quarta-feira (24), às 19h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Já o Atlético-PR visita a Chapecoense, no mesmo dia, mas às 21h, na Arena Condá, em Santa Catarina.




Fonte: Terra