Invictos, Corinthians e Santos testam força de ataque e defesa no clássico

Invictos, Corinthians e Santos testam força de ataque e defesa no clássico

Com apenas quatro gols sofridos em oito jogos, Corinthians mede potência defensiva contra o Santos

Os únicos invictos do Campeonato Paulista se encontram no clássico deste domingo, às 16h, no Pacaembu. Com focos diferentes na temporada, Corinthians e Santos duelam de olho na liderança. Amparado no ótimo início de Liedson, o Timão tenta salvar o semestre depois da trágica eliminação na Libertadores. Já o Peixe, com o retorno da estrela Neymar, quer se manter concentrado no estadual em meio ao sonho de conquistar o tricampeonato sul-americano.

O clássico marca também o confronto entre o melhor ataque e a segunda defesa menos vazada da competição. O Corinthians sofreu apenas quatro gols, um a mais que o Palmeiras, rendimento que colaborou para a equipe subir na classificação. O clube do Parque São Jorge aparece na sexta colocação, com 16 pontos, depois de derrotar o Mogi Mirim por 2 a 0, na última quinta-feira. Entretanto, perdeu o ponto forte da zaga, o capitão Chicão, machucado.

O Santos segue avassalador quando o assunto são os gols. Foram 21 em oito rodadas, cinco acima do São Paulo, segundo neste quesito. O desempenho, aliás, faz a equipe de Adilson Batista se posicionar sempre entre os primeiros desde o início do torneio. Depois da vitória por 2 a 0 sobre o Noroeste, na semana passada, o time avançou para os 18 pontos, em terceiro. O Verdão lidera com 19.

Raphael Claus será o árbitro do clássico. Ele será auxiliado por Luis Alexandre Nilsen e Marcio Jacob. A Rede Globo transmite a partida somente para a região de Campinas-SP.

Corinthians: é a chance do Timão se firmar entre os quatro primeiros colocados e passar a mirar a liderança do estadual. A vitória na rodada passada deixou a equipe dirigida por Tite apenas três pontos atrás do Palmeiras. Com a queda precoce na Libertadores, restou o Paulistão para amenizar o clima ruim com a torcida.

Santos: depois do empate com o Deportivo Táchira-VEN, pela Libertadores, o Peixe volta a se concentrar no Campeonato Paulista. Uma vitória, aliada a um tropeço do líder Verdão, recolocará o clube da Baixada na primeira colocação.

Corinthians: Tite tem problemas para montar a equipe. O zagueiro Chicão, com uma contratura na coxa direita, está vetado e dá lugar a Wallace. No meio, Jucilei foi barrado pela diretoria por estar sendo vendido para o Anzhi-RUS. A vaga dele será ocupada por Paulinho. O treinador cogita mais alterações, principalmente no setor de criação. Ramírez e Danilo foram criticados e podem ser substituídos por Morais e Dentinho. A provável escalação é a seguinte: Julio Cesar, Alessandro, Wallace, Leandro Castán e Marcelo Oliveira; Ralf, Paulinho, Danilo (Morais) e Ramírez (Dentinho); Jorge Henrique e Liedson.

Santos: como de hábito, o técnico Adilson Batista não dá muitas pistas sobre a escalação da equipe. Confirma apenas que o atacante Neymar está garantido. O treinador admite que o time está num ritmo forte: entre 15 de janeiro e 15 de fevereiro, foram nove jogos, mas não deverá poupar muitos jogadores. O lateral-direito Jonathan, recuperado de uma lesão muscular na coxa direita, está à disposição, assim como os garotos que participaram do Pré-Olímpico com a Seleção Brasileira sub-20: além de Neymar, Danilo, Alex Sandro e Alan Patrick. Provável escalação: Rafael, Jonathan, Edu Dracena, Durval e Léo (Alex Sandro); Arouca, Possebon, Elano e Diogo (Róbson); Neymar e Zé Eduardo.

Corinthians: Liedson conseguiu encantar a Fiel com apenas três jogos. Substituto de Ronaldo, o atacante vem mostrando que a o torcida não tem motivos para sentir saudade do Fenômeno. Foram quatro gols marcados até agora, todos no Pacaembu, palco do clássico deste domingo. Em ótima fase, ele é a maior arma do Timão para superar o badalado adversário.

Santos: Após uma estreia nada empolgante na Libertadores, contra o Deportivo Táchira, Neymar teve dois dias para descansar da maratona entre Pré-Olímpico, no Peru, o primeiro jogo do time na competição continental, na Venezuela. Ele conversou com o técnico Adilson Batista e se colocou à disposição para o clássico. Está com apetite para enfrentar o Corinthians. Depois, irá ganhar alguns dias de descanso. O treinador ainda vai decidir o melhor período.

Tite, técnico do Corinthians: "Nosso momento é de ajuste por causa das modificações. Já o Santos tem uma equipe que vem se repetindo desde o ano passado, está mais definida. Nós estamos em processo. Mas isso não dá favoritismo".

Neymar, atacante do Santos: "Antes do Pré-Olímpico, tive uns dias de folga (13 dias) e deu para descansar. Estou me sentindo bem e motivado para jogar".

* O Santos leva vantagem em seus confrontos recentes diante do Corínthians. De 2000 para cá, as duas equipes se enfrentaram 33 vezes, com 16 vitórias do Santos, cinco empates e 12 vitórias corintianas. Foram 56 gols santistas e 56 do Corinthians.

* Computando todas as competições e amistosos, faz 15 anos (ou 44 jogos) que Corinthians e Santos não empatam uma partida por 0 a 0 . O último empate sem gols aconteceu pelo Brasileiro 96 (dia 27 de outubro), no Morumbi.

* No Pacaembu, o Santos derrotou o Corinthians pela última vez no segundo turno do Brasileiro 2006, quando venceu por 3 a 0, gols de Kleber, Leandro e Zé Roberto. Depois, as duas equipes se enfrentaram mais cinco vezes no Pacaembu, com quatro vitórias do Corinthians e um empate.

* O Pacaembu já foi palco 89 vezes do clássico entre Santos e Corinthians. No estádio preferido dos corintianos, o Timão leva vantagem com 34 vitórias e 28 empates, contra 27 vitórias santistas (140 gols do Corinthians e 126 do Peixe). A última partida foi realizada dia 30 de maio do ano passado, pelo Brasileiro, com vitória do Timão por 4 a 2.

* Clássico mais antigo do futebol paulista, Santos e Corinthians se enfrentaram pela primeira vez no dia 22 de junho de 1913 no Palestra Itália. Em partida válida pelo Campeonato Paulista, o Santos venceu por 6 a 3, gols de Milton (dois), Arnaldo (dois), Ambrósio e Ricardo para o Peixe, César Nunes, Luis Fabi e Peres para o Timão.

* Computando todos os jogos da história entre Corínthians e Santos, as duas equipes já se enfrentaram 295 vezes. A vantagem é do Corínthians, que venceu 121 vezes, contra 93 vitórias do Santos e 81 empates. O Timão marcou 550 gols, contra 464 do Peixe.

Corinthians e Santos duelaram pela última vez no dia 22 de setembro do ano passado, na Vila Belmiro, pelo Brasileirão. Durval abriu o placar, mas o Timão virou para 3 a 2, com gols de Iarley, Elias e Paulo André. Neymar ainda anotou outro para o Peixe.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com