Ipatinga e Cruzeiro ficam só no 0 a 0

Em campo, os dois times começaram a partida em ritmo lento

Se o Atlético-MG teve facilidade para derrotar o Democrata-GV por 2 a 1 no sábado, o mesmo não aconteceu com o Cruzeiro neste domingo. Na primeira partida da semifinal com o Ipatinga, o time de Adilson Batista não saiu do 0 a 0 e irá decidir a vaga na final do Campeonato Mineiro no estádio do Mineirão. Se empatar novamente, fica com a vaga.

Em campo, os dois times começaram a partida em ritmo lento. O Cruzeiro conseguia manter maior posse de bola, enquanto o Ipatinga buscava aproveitar os raros contra-ataques. Nenhuma das equipes, porém, conseguia criar com qualidade, sem grandes lances de perigo. Além disso, os dois times erravam muitos passes e só tinha oportunidade de abrir o placar nas bolas paradas.

Aos 30min, preocupação no Cruzeiro: Kléber, principal referência ofensiva da equipe, sentiu a coxa esquerda e precisou ser substituído por Guerrón. Um minuto depois, o Ipatinga criou uma chance clara de gol, mas não obteve sucesso na conclusão. Francismar cobrou bem a falta e mandou a bola no travessão, assustando o goleiro Fábio.

Já no segundo tempo, a partida seguiu com poucos lances de perigo para os dois lados. A diferença deste período foi o maior domínio de bola do Cruzeiro, que deixava pouquíssimo espaço para o Ipatinga criar suas chances de gol. Com isso, o jogo permaneceu empatado e o placar do Ipatingão em branco.

Fonte: Terra, www.terra.com.br