Irritado, Andrés dá bronca pública em jogadores do Corinthians

Andrés Sanchez concedeu entrevista ao lado de Anderson Silva

O presidente Andrés Sanchez está mais irritado do que o normal. Apesar de eximir o técnico Tite de culpa pela instabilidade do Corinthians no Campeonato Brasileiro, o mandatário não poupa o seu elenco de críticas. Os jogadores foram cobrados publicamente em entrevista concedida nesta segunda-feira.

"É preocupante. Estamos entregando o campeonato mais uma vez. Já entregamos no ano passado. Se os jogadores não se tocarem, ficará difícil", esbravejou Sanchez, comparando as recentes derrotas do Corinthians (a última foi para o Coritiba, por 1 a 0, domingo) ao período de turbulência que culminou com a demissão de Adilson Batista em 2010.



Sanchez não tem o hábito de recriminar o comportamento dos atletas. Ao longo de sua gestão, ele sempre se apresentou como um presidente que não se importa com a vida particular dos empregados e até gosta de sair à noite com um e outro. No mau momento, ele também minimizou os atos de indisciplina.

"Só três jogadores nossos - Jorge Henrique, Emerson e Alex - chegaram atrasados aos treinos até agora. Não me lembro quando foi. Eles foram multados por isso. E quem nunca chegou atrasado ao trabalho?", defendeu Sanchez, que focou suas reclamações à produção dos atletas em campo.

"É lógico que eles estão comprometidos. São os mesmos jogadores do início do campeonato, quando vínhamos bem. O que precisamos é ter um pouco mais de foco, de cuidado, evitando gols bobos", explicou.

O dirigente não deu importância para a reunião que teve recentemente para exigir mais resultados do elenco do Corinthians. Mas voltou a ser crítico ao evitar dar explicações para os tropeços no Campeonato Brasileiro. "Perguntem para os jogadores!", disse. "Eles é quem devem recuperar o foco!", complementou.

"O campeonato tem vários times que podem ficar com o título no final do ano: Flamengo, Botafogo, Vasco, São Paulo, Palmeiras... Fizemos rodadas fora da realidade no começo, mas deveríamos ficar mais atentos agora. Hoje, a nossa liderança já está por um triz", advertiu novamente Andrés Sanchez.

Após a bronca pública, o mandatário se retirou da sala de imprensa do CT Joaquim Grava, satisfeito por não ter perdido tanto tempo para falar o que pretendia. "Acabou? Obrigado? Que beleza, hein?", comentou Sanchez, com um raro sorriso no rosto.

Fonte: Terra, www.terra.com.br