Itália sofre, mas vence Irlanda por 2 a 0 e avança às quartas de final da Eurocopa 2012

Itália sofre, mas vence Irlanda por 2 a 0 e avança às quartas de final da Eurocopa 2012

Com isso, o Grupo C se encerra com Espanha na ponta com sete pontos, enquanto os italianos seguem com cinco pontos

Veio com drama a classificação da Itália às quartas de final da Eurocopa 2012. Nesta segunda-feira, em Poznan, a equipe do técnico Cesare Prandelli derrotou a Irlanda por 2 a 0 e avançou à próxima fase na vice-liderança do Grupo C, que contou com a Espanha na primeira colocação. Para obter sua vaga, os italianos precisavam do triunfo e de vitória espanhola ou empate sem gols, sendo que o primeiro aconteceu.

Com isso, o Grupo C se encerra com Espanha na ponta com sete pontos, enquanto os italianos seguem com cinco pontos. Os adversários para as quartas de final saem nesta terça-feira, com os jogos do Grupo D.

O primeiro gol da vitória italiana foi marcado por Antonio Cassano, atacante que superou um drama no último. O jogador sofreu um acidente vascular no início da temporada e desfalcou o Milan por meses. O centroavante, porém, se recuperou e conseguir fazer parte do time que disputa a Eurocopa.

Para o jogo contra a Irlanda Prandelli escalou Di Natale ao lado de Cassano, sacando o criticado Mario Balotelli. A nova dupla de ataque rendeu bem e produziu bons lances ofensivos para a seleção azul contra os já eliminados irlandeses. Balotelli entrou no segundo tempo e fez gol de voleio.

O jogo

O primeiro minuto foi intenso, com os times buscando o ataque para inaugurar o placar logo cedo. A seguir, porém, iniciou-se um domínio completo da Itália, ciente da necessidade de gols para garantir sua classificação. A defesa irlandesa era pesada no meio de campo, e o time azul via suas jogadas estranguladas pela marcação em Pirlo.

Pouco a pouco, porém, a Irlanda começou a ruir e permitir a aproximação italiana. Aos 27min, Di Natale recebeu bola na área e chutou de primeira, mas a bola ficou na defesa adversária. Três minutos depois, o artilheiro da Udinese arriscou de fora e a bola acertou o ombro de St. Ledger. A equipe azul pediu pênalti, mas a arbitragem mandou o lance seguir.

O ataque da Itália seguiu supremo, e aos 33min Di Natale ficou muito perto de abrir o placar. O atacante pegou bola quase na linha de fundo e finalizou sem ângulo - gol só não saiu porque Dunne tirou na linha. No minuto seguinte, não houve como evitar. Em escanteio, Cassano desviou de cabeça e Duff tirou já 40 cm de dentro do gol, mas a arbitragem confirmou corretamente o tento.

O jogo voltou animado do intervalo, com a Itália disposta a buscar o segundo gol rapidamente. Aos 2min, Balzaretti cruzou na área e Di Natale completou em cima da zaga adversária. no minuto seguinte, Cassano recebeu de Balzaretti, e a finalização do atacante foi afastada por Dunne.

A já eliminada Irlanda apareceu ofensivamente aos 14min, em chute de Andrews que Buffon encaixou com tranquilidade. A equipe britânica ainda era ativa no ataque e dava a impressão de que complicaria a situação da Itália no Grupo C. Ao fim, porém, Balotelli fez gol de voleio em cobrança de escanteio e garantiu a vitória.

Ficha técnica

ITÁLIA 2 x 0 IRLANDA

Gols

ITÁLIA :

Cassano, aos 35min do 1º tempo, e Balotelli, aos 45min do 2º tempo

ITÁLIA : Buffon; Abate, Barzagli, Chiellini (Bonucci) e Balzaretti; Pirlo, Marchisio, De Rossi e Thiago Motta; Cassano (Diamanti) e Di Natale (Balotelli)

Treinador: Cesare Prandelli

IRLANDA: Given; O"Shea, St. Ledger, Dunne e Ward; Whelan, Andrews, McGeady e Duff; Keane (Cox) e Doyle (Walters)

Treinador: Giovanni Trapattoni

Cartões amarelos

ITÁLIA : Buffon, Balzaretti e De Rossi

IRLANDA: Andrews, St. Ledger e O"Shea

Cartões vermelhos

IRLANDA: Andrews

Árbitro

Cüneyt Çakir (TUR)

Local

Estádio Municipal, em Ponzan (ITA)

Fonte: Terra