Jogador do Palmeiras é expulso após marcar e oferecer gol para juiz

O jogador ofereceu o gol por irritação a marcação da partida.

Na noite desta quarta-feira (18), um caso inusitado marcou a partida entre Palmeiras e Atlético Paranaense. Após marcar o gol que levou o empate do verdão em 3x3, o jogador Robinho se dirigiu até o árbitro Dewson Freitas da Silva e comemorou o lance na sua frente, o que gerou um cartão vermelho e sua expulsão.

Segundo a súmula da Confederação Brasileira de Futebol, o gesto foi considerado uma ofensa. “Após a marcação do terceiro gol, o mesmo proferiu palavras grosseiras e ofensivas para mim. ‘tá aí seu m...! seu filho da p... seu c... ruim! esse gol é pra ti!”, relatou o árbitro na súmula.

Ao ser indagado, Robinho admitiu que xingou o árbitro, mas que foi antes de fazer o gol de empate. “Pergunta para ele. Ele é tão ruim nas marcações que nós tomamos o gol, xingamos ele e ele só veio expulsar depois”, disse.

Além de Robinho, também é citado na súmula o zagueiro Jackson, que recebeu cartão vermelho aos 48 minutos do segundo tempo "por desferir uma cotovelada fora da disputa de bola", atingindo o rosto de Ricardo Silva.


A arbitragem também gerou revolta entre os paranaenses, que reclamaram do fato de Dewson Freitas da Silva ter assinalado três minutos de acréscimo, mas permitido que o jogo se estendesse até os 49 minutos, quando Alecsandro empatou a partida.


Image title


Fonte: Com informações do Globo Esporte