Jogador que sofreu infarto faz  movimentos e mostra melhora

Jogador que sofreu infarto faz movimentos e mostra melhora

Muamba faz alguns movimentos e mostra sinais de melhora, diz boletim

Esperança sobre o estado de saúde do meia Fabrice Muamba, do Bolton. Segundo nota oficial emitida pelo clube inglês às 15h30m (horário local, 12h30m, em Brasília), o jogador, que segue internado sobre tratamento intensivo em um hospital de Londres, ?mostrou pequenos sinais de melhora?.

?Agora seu coração está batendo sem a ajuda de medicamentos e ele mexeu os braços e as pernas?, diz uma parte do comunicado.

Noo entanto, ainda não é possível fazer nenhum prognóstico mais preciso sobre o futuro de Muamba.

?Ele ainda está numa condição crítica e continuará sendo tratado na UTI do London Chest Hospital?, completa a nota.

Além do comunicado, o Bolton disponibilizou em seu site oficial uma conta de e-mail ([email protected]) para qualquer pessoa enviar mensagens de apoio a Muamba.

Pânico dentro de campo

Em entrevista à emissora BBC, o meia holandês Rafael Van der Vaart, do Tottenham, relembrou o momento em que Muamba desabou em campo (assista no vídeo acima).

- É quase incompreensível o que aconteceu. Todos jogadores que estavam dentro de campo sentiram pânico. Foi horrível presenciar tudo ? contou Van Der Vaart, dizendo que o incidente foi a coisa mais triste de toda sua carreira.

Noiva pede apoio no Twitter

Shauna Muamba, noiva de Fabrice, pediu em sua conta no Twitter que todos continuem orando pela saúde do companheiro.

- Deus está no controle. Por favor, mantenham Mumaba em suas orações, isso realmente está ajudando, eu sinto isso. Muito obrigado pelas suas mensagens de amor. Onde há vida, há esperança ? escreveu Shauna em duas mensagens.

O incidente

Aos 41 minutos do primeiro tempo, Muamba caiu de bruços, com ninguém por perto. Seis médicos entraram em campo e passaram dez minutos tentando ressuscitá-lo com um desfibrilador e com massagens cardíacas. O jogador não respirava quando foi retirado do campo e levado até a ambulância, onde os médicos seguiram com as tentativas em reanimá-lo. O treinador Owen Coyle e o capitão Kevin Davies também estavam no veículo.

O meia, que tem 23 anos, nasceu na República do Congo, mas foi levado para a Inglaterra com 11 anos pelo pai, que buscava exílio. Como principal curiosidade, tem como hobby ouvir música clássica. Fabrice iniciou a carreira nas categorias de base do Arsenal, onde permaneceu até 2006, quando foi emprestado para o Birmingham City, que decidiu contratá-lo definitivamente em 2007. No ano seguinte, transferiu-se para o Bolton. O meia passou pelas categorias de base da seleção inglesa, que se manifestou sobre o caso.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com