Jogadores do Lusa fazem greve  e não treinam até receber o salário

Jogadores do Lusa fazem greve e não treinam até receber o salário

O meia Souza e o goleiro Lauro prometem não treinar até que o débito seja quitado com todo o grupo

A diretoria da Portuguesa reconhece a dívida que fez os jogadores se negarem a treinar. Vice-presidente de futebol, Roberto dos Santos promete quitar os pagamento de salários atrasados ainda nesta quinta-feira. O cartola conta com a presença dos atletas nos próximos treinos antes do jogo contra o Grêmio, domingo, no Canindé, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Falando em nome do elenco da Lusa, o meia Souza e o goleiro Lauro prometem não treinar até que o débito seja quitado com todo o grupo.

? Infelizmente, o departamento financeiro não cumpriu com o prometido, por falta de verba, e então os jogadores decidiram não treinar. Greve é uma palavra muito forte, foi uma conversa numa boa. Só estamos devendo o mês de outubro, pagaremos hoje e eles treinarão normalmente ? declarou o vice de futebol, Roberto dos Santos.

Os jogadores, porém, avisam que a dívida é maior (referentes também aos meses de agosto e setembro) e que só irão a campo após olharem o extrato bancário. Assim como foi na quarta, o treino desta quinta será fechado para a imprensa, apenas porque, segundo a assessoria do clube, em função de outros compromissos, não haverá ninguém no Canindé para receber os jornalistas. Já as atividades de sexta e sábado prometem ser abertas.

? É uma reivindicação justa e democrática. Tem de ser cobrado o direito dos atletas, eles honraram a camisa e cumpriram com a parte deles, salvaram a Lusa do rebaixamento, mesmo com os salários atrasados. Foram muito homens, não tenho do que reclamar ? completou o dirigente.

A única reclamação de Roberto dos Santos fica por conta da baixa receita da Portuguesa. Segundo ele, além de não contar com bons patrocínios, o clube ainda sofre pela pouca presença de público em seus jogos.

? Nossa torcida não é pequena, mas comparece pouco. Não adianta pressionarem porque o clube não tem (dinheiro). Se tivesse pagaria. Toda verba que entra usamos para ir acertando com os atletas ? disse, já prevendo dificuldades para futuras contratações.

? Essa situação realmente deve atrapalhar na hora de contratarmos jogadores. Para o ano que vem, tem de ser tudo mais regrado para conseguirmos honrar nossos compromissos. Vamos conversar com aqueles que ganham muito, se não aceitarem reduzir os salários terão de procurar outro clube.

Fonte: GloboEsporte