Jogadores intercedem, e Corinthians decide manter Tite

Jogadores intercedem, e Corinthians decide manter Tite

A informação da permanência foi confirmada pela assessoria de imprensa do clube

Após reunião de quase três horas, a diretoria do Corinthians manteve Tite no comando técnico da equipe. A posição dos jogadores de bancar a permanência do treinador foi decisiva para que ele continuasse à frente do grupo alvinegro.

A informação da permanência foi confirmada pela assessoria de imprensa do clube. Um pronunciamento do presidente Mário Gobbi era esperado para a noite desta quinta-feira no CT do Parque Ecológico, mas não ocorrerá.

Dezenas de jornalistas ficaram do lado de fora do local aguardando uma posição dos dirigentes desde às 16h (de Brasília), mas não foram liberados a entrar no Centro de Treinamento e nem foram atendidos pelos dirigentes.

A longa reunião teve a presença de toda a cúpula responsável pelo futebol alvinegro, encabeçada por Gobbi, Duílio Monteiro Alves, Roberto de Andrade e Edu Gaspar. O mandatário chegou a ser visto caminhando por um dos campos do CT por 15 minutos ao lado de assessores antes de a decisão pela manutenção do técnico ser anunciada.

A situação de Tite ficou delicada após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, na noite desta quarta-feira, na Arena, que deixou a equipe ainda mais perto da zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Porém, a exemplo de outros momentos de crise, em especial a derrota para o Tolima na Libertadores de 2011, o técnico ganhou novo voto de confiança da diretoria alvinegra.

Treinador mais vitorioso da história do Corinthians (conquistou o Brasileiro de 2011, Libertadores e Mundial de 2012 e Paulista e Recopa Sul-Americana de 2013), Tite tem a missão de salvar a parte final da temporada alvinegra.

Antes em lua de mel com a torcida, a equipe sofre críticas neste segundo semestre pela apatia em campo e, principalmente, pelo fraco desempenho ofensivo, que vem derrubando recordes negativos.

Com Tite mantido, o Corinthians parte para Itu, onde faz confronto direto contra o Criciúma no próximo sábado, às 22h (de Brasília), e tenta espantar a crise.

Fonte: Terra