Jogo na Copa do Brasil vira tudo ou nada

Palmeiras se vê entre glória e pancada

A um dia do duelo decisivo com o Atlético-PR, pela definição da vaga para as quartas de final da Copa do Brasil, o Palmeiras se vê em meio a um dilema. Eliminado precocemente do Campeonato Paulista e ainda traumatizado pela perda do título do Brasileiro passado, o time sente que não pode decepcionar mais uma vez seus torcedores no jogo desta quarta, na Arena da Baixada. Em caso de classificação, porém, o clima de tensão e a desconfiança podem abandonar o Palestra Itália e trazer tranquilidade aos jogadores.

- As duas possibilidades existem. Será um jogo difícil. Passando, vamos buscar o título, a equipe se fortalece e vai mais madura (para o restante da competição). Se formos eliminados, a situação ficará difícil para nós porque já estamos fora do Paulista e ficaríamos muito tempo sem jogar. E vão bater em nós. Por isso estamos concentrados para seguirmos em frente com nosso objetivo - analisou o meia Diego Souza.

Além de toda tensão natural para um time que se vê envolvido em uma partida decisiva, o Palmeiras ainda tem se preparado para enfrentar o clima hostil na Arena da Baixada, depois da confusão envolvendo o Danilo e o zagueiro Manoel, do Atlético-PR.

Na primeira partida entre os clubes, vencida pelo Palmeiras por 1 a 0, no Palestra Itália, Danilo e Manoel se estranharam na pequena área alviverde, durante o primeiro tempo. As imagens da transmissão do jogo mostram uma cabeçada do jogador do time paranaense no palmeirense, que revidou com uma cusparada. Danilo ainda ofendeu Manoel, que foi chamado de ?macaco? e registrou boletim de ocorrência no 23º Distrito Policial, localizado no bairro das Perdizes, em São Paulo.

- Eles desvalorizaram a nossa vitória. Estão querendo tirar o foco. Será um jogo difícil, mas o Palmeiras está concentrado para não ficar atrás, mas sim vencer ? disse o meia.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com