Jornais falam em "ressurreição" do meia Kaká no Real Madrid

Foi a primeira partida do brasileiro como titular depois de um longo período fora dos campos por conta de lesões.

Os 75 minutos dos quais Kaká participou na vitória sobre o Ajax foram suficientes para criar uma onda de otimismo em relação a seu retorno ao topo do futebol mundial. Na partida pela Liga dos Campeões, o brasileiro deu um passe para gol, criou várias chances, foi a melhor surpresa do Real Madrid e ganhou elogios da imprensa espanhola.

?Kaká ressuscita?, estampou a versão on-line do El País, maior jornal em língua castelhana do mundo, que também destacou a atuação de Cristiano Ronaldo, autor de três gols na noite. ?Kaká se exibe com um partidaço?, escreveu o Marca.com, para o qual o meia criou uma dúvida saudável ao técnico José Mourinho em relação aos próximos jogos.

Foi a primeira partida do brasileiro como titular depois de um longo período fora dos campos por conta de lesões. E foi a último do Real antes do clássico de domingo diante do Barcelona. Comentaristas espanhóis dizem que não será surpresa se Kaká for titular novamente, superando a concorrência interna de Özil e Modric.

?Kaká se mexeu bem, agitou o ataque, despertou outra vez a esperança de voltar a ser o Kaká do Milan?, escreveu o colunista do As Alfredo Relaño. ?Ninguém reprovará que ele passe à frente de Özil e Modric, assim como ninguém se surpreenderia se acontecer o mesmo no Camp Nou.?

Na outra ponta da imprensa espanhola, Kaká também foi aclamado. O Mundo Deportivo, periódico que sempre teve bastante afinidade com o Barcelona, destacou a ?grande atuação? do brasileiro e disse que ele ?comandou o setor ofensivo da equipe merengue?.

No meio da turbulência de afinidades que se formou nas últimas semanas no Real (desentendimentos entre Mourinho, Sergio Ramos e Özil e indícios de elenco rachado), o retorno de Kaká e a fase brilhante de Cristiano Ronaldo (seis gols nos últimos dois jogos) são vistos como um alívio muito importante nas vésperas do clássico contra o Barcelona.

Para Kaká, a vitória do time e sua boa atuação foram também uma forma de mostrar que o elenco está unido e que nada vai mal como andam dizendo. Há algumas semanas, veio à tona um desentendimento entre Mourinho e o pai do meia, além de notícias de que Kaká não fazia mais parte dos planos de longo prazo do treinador.

?É provável que esta seja a última temporada de Kaká em Madrid?, palpitou o jornalista inglês Nicholas Rigg, que escreve para a ESPN. ?É provável que ele saia mesmo antes [do fim da temporada], em janeiro. Mas ele tem uma coisa a provar, o que ele certamente fez contra os atuais campeões da Holanda. Se Kaká está jogando por orgulho em Madri, por um lugar nos planos em longo prazo de Mourinho ou para sair em janeiro ou no próximo verão, seu desempenho certamente terá valor ao Real agora.?

Com Kaká ou não, o Real chega para o clássico de domingo com uma grave desvantagem matemática: os merengues estão oito pontos atrás dos maiores rivais, o único time com 100% de aproveitamento no Espanhol.

Outro que se mostrou satisfeito com o desempenho do camisa 8 foi o técnico da seleção brasileira, Mano Menezes. "Nós esperávamos por isso e ficamos satisfeitos. O importante é ele crescer e crescer junto com a seleção", afirmou o treinador antes da partida diante de Argentina.


Jornais falam em

Fonte: UOL