Jornalistas são agredidos após vitória do Brasil em Omã

Com a chegada de mais seguranças no local, a situação piorou e houve novos atritos

Depois da confusão registrada no treino de segunda-feira, quando apenas dois policiais faziam a segurança da Seleção Brasileira no Estádio Sultan Qaboos, em Mascate, nesta terça os jornalistas voltaram a ter trabalho para desempenharem suas funções após a vitória do time verde e amarelo por 2 a 0 sobre Omã, no último amistoso da equipe no ano.

A confusão começou com a porta fechada no acesso à zona mista, local de passagem dos jogadores e entrevista para os veículos de comunicação. Policiais e seguranças que trabalhavam no local não permitiam a entrada de ninguém credenciado, sendo que alguns deles chegaram a agredir jornalistas e trocaram empurrões.

Enquanto isso, pessoas ligadas ao Governo local e parentes do sultão Qaboos bin Said - que dá nome ao estádio e festeja seu aniversário - entravam sem restrições na zona mista, irritando ainda mais os integrantes da mídia.

Com a chegada de mais seguranças no local, a situação piorou e houve novos atritos. Somente depois de 15 minutos de confusão, os jornalistas conseguiram ultrapassar a porta e, enfim, entrevistar os jogadores.

Fonte: Terra, www.terra.com.br