Julgador do caso da Portuguesa "antecipa" voto e é banido de sessão

A escalação de um jogador irregular pode colocar a Portuguesa na segunda divisão

Se em campo o Campeonato Brasileiro já acabou, nos tribunais a competição está longe do fim. A escalação de um jogador irregular pode colocar a Portuguesa na segunda divisão, caso que será julgado na próxima segunda-feira pelo STJD e que acaba de ganhar mais uma polêmica: Washington Rodrigues de Oliveira, um dos julgadores, foi excluído da sessão por antecipar seu voto no Facebook.

O auditor da 1ª Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) foi desconvocado por publicar em sua página pessoal que a Lusa deveria ser punida. Aliás, a reportagem apurou que a nova polêmica gerou um clima de mal-estar dentro da própria entidade nacional.

Fonte: Terra