Juninho critica a virada de mesa no Brasileiro: "Mais honroso jogar Série B"

Nos bastidores, os boatos dão conta de que o Brasileiro-2014 pode mudar de formato como forma de "resolver" todos os problemas que teve nos tribunais.

O Vasco está de olho na possibilidade de se manter na elite do Campeonato Brasileiro, mas o principal jogador e grande ídolo recente do clube já deixou claro: prefere jogar a Série B. Em entrevista nesta quarta-feira, Juninho Pernambucano lamentou o rebaixamento cruzmaltino, mas se disse contra qualquer virada de mesa e disse que prefere voltar à elite dentro de campo.

"Sou contra a virada de mesa, sou a favor de 20 times na primeira divisão. Entendo meu torcedor, mas não acho que uma equipe como a Portuguesa, que lutou para ficar na Série A durante todo o campeonato, possa cometer um suicídio na última rodada, com um jogador que atue poucos minutos em um jogo que não valia nada e, assim, o time perca quatro pontos, acabando rebaixado", disse.

"Futebol tem que ser resolvido no campo. Acabamos em 18º lugar. Lamentavelmente, eu fazia parte desse grupo e tenho culpa. Mas é mais honroso jogar a Série B, ficar entre os primeiros e voltar à elite", completou. Juninho também criticou o excesso de notícias sobre tribunais.

"Não quero ficar criticando o STJD sobre isso, mas sou contra essa exposição. O futebol precisa ser resolvido no campo. Também sou contra essa enxurrada de ações na Justiça comum. Todo dia tem algo do STJD no jornal. Isso acabou criando uma certa raiva nas pessoas. A Justiça comum tem outras preocupações, e o ideal era que não acontecesse isso", disse.

Nos bastidores, os boatos dão conta de que o Brasileiro-2014 pode mudar de formato como forma de "resolver" todos os problemas que teve nos tribunais. A competição poderia ser disputada por 24 equipes.


Juninho critica virada de mesa no Brasileiro:

Fonte: msn.com