Juninho marca, mas Corinthians vira sobre Vasco e abre vantagem em 1º

Juninho marca, mas Corinthians vira sobre Vasco e abre vantagem em 1º

O resultado de vitória da noite desta quarta-feira fez o Corinthians chegar aos 19 pontos.

O Corinthians estragou a reestreia de Juninho pelo Vasco na noite desta quarta-feira. Mesmo com um gol do meio-campista, o clube do Parque São Jorge venceu o Vasco por 2 a 1, de virada, e manteve a liderança do Campeonato Brasileiro. E o placar favorável à equipe comandada por Tite ocorreu muito por conta de Ralf e Paulinho, autores dos dois gols que decretaram a quarta vitória consecutiva do líder da divisão de elite do futebol nacional.

O resultado de vitória da noite desta quarta-feira fez o Corinthians chegar aos 19 pontos - três à frente do vice-líder Flamengo -, com sete jogos disputados - o time paulista ainda disputará a partida válida pela 5ª rodada, contra o Santos, no dia 10 de agosto. Por outro lado, o Vasco, campeão da Copa do Brasil desta temporada, segue estacionado com 11 pontos, na 10ª colocação na tabela de classificação da Série A.

O personagem da noite no Estádio do Pacaembu entrou em campo ovacionado pela torcida visitante, e não demorou para proporcionar o primeiro grito aos vascaínos. Aos 2min, Juninho cobrou falta da intermediária e balançou as redes logo na reestreia pelo clube no qual foi campeão da Copa Libertadores da América em 1998. Contudo, o gol do camisa 8 acabou ofuscado por uma ótima atuação corintiana.

Em desvantagem, o Corinthians pressionou durante toda a primeira etapa, e construiu a virada naturalmente. Aos 22min, Ralf empatou, após falha de Fernando Prass. Vinte minutos depois, Paulinho tabelou com Danilo e colocou o time do Parque São Jorge na liderança ao final da primeira etapa no Pacaembu.

O Vasco cresceu na segunda etapa e passou a ocupar mais o campo corintiano. Entretanto, as maiores ameçaras surgiam apenas nas bolas paradas, todas cobradas por Juninho. Assim, o Corinthians conseguiu segurar o resultado e manter a liderança do Campeonato Brasileiro ao final da oitava rodada.

Depois do compromisso desta quarta-feira no Pacaembu, o Corinthians viajará neste final de semana. No domingo, às 16h (de Brasília), o clube do Parque São Jorge enfrentará o Atlético-GO, no Estádio Serra Dourada. Em contrapartida, o Vasco retorna ao Rio de Janeiro: no sábado, às 18h30, a equipe de Juninho receberá o Internacional, em São Januário.

O jogo

A animação do torcedor vascaíno pela reestreia de Juninho aumentou logo aos 2min de jogo. Depois de apenas dois toques na bola durante o duelo, o meio-campista teve a oportunidade de bater a primeira falta, e não decepcionou. Da intermediária, o camisa 8 acertou um belo chute e viu o goleiro Júlio César errar o cálculo do quique da bola. Resultado: gol do experiente jogador na primeira partida após o retorno ao País.

A desvantagem no marcador logo nos primeiros instantes de partida acordou o Corinthians imediatamente. A equipe do Parque São Jorge aproveitou a escalação de Ricardo Gomes, com apenas um volante fixo (Romulo), e pressionou durante toda a etapa inicial. Aos 10min, Ralf foi o primeiro a expor a falha da formação carioca. O volante corintiano aproveitou um vacilo na saída de bola e chutou com categoria. Fernando Prass, no entanto, interviu e evitou o empate.

O Corinthians exerceu uma forte marcação no campo de defesa do Vasco. A estratégia paulista dificultou completamente o jogo vascaíno. Assim, não demorou muito tempo para o clube mandante fazer justiça ao marcador. Aos 22min, após cobrança de escanteio da esquerda, a bola sobrou para Ralf. O camisa 5 corintiano arrematou de primeira para empatar o jogo, contando com uma falha de Fernando Prass.

O gol sofrido somado com a forte pressão no campo defensivo desestabilizou o Vasco dentro de campo. Aos 36min, Liedson exigiu grande defesa do goleiro adversário. Aos 42min, Fernando Prass nada pôde fazer. Paulinho tabelou com Danilo e chutou de bico para virar a partida para o clube de Parque São Jorge, justamente em um momento no qual o time paulista sofrera um susto - minutos antes, Fagner quase marcara o segundo tento carioca.

A vantagem corintiana ao final da primeira etapa obrigou o Vasco a adotar uma postura mais ofensiva na segunda etapa, e foi justamente o que ocorreu em campo no Pacaembu. No entanto, o clube de São Januário conseguia chegar à meta de Júlio César somente por intermédio das bolas paradas. Como por exemplo, aos 14, quando Juninho levantou na medida para Alecsandro perde uma grande oportunidade.

O domínio vascaíno obrigou Tite a modificar o Corinthians na segunda etapa. O treinador corintiano colocou Alex e Emerson nos lugares de Danilo e Willian. Com a dupla, o time paulista conseguiu controlar o ritmo de jogo, minando completamente qualquer tentativa de pressão por parte do Vasco.

A vitória do clube paulista acabou ameaçada somente aos 44min, quando Bernardo cobrou falta para dentro da área e viu a bola atingir a trave de Júlio César. Nada que estragasse mais um resultado positivo do líder do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

Corinthians 2 x 1 Vasco

Gols:

Corinthians: Ralf, aos 22min do primeiro tempo; e Paulinho, aos 42min do primeiro tempo

Vasco: Juninho, aos 2min do primeiro tempo

Corinthians

Júlio César; Welder, Wallace, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo (Alex) e Jorge Henrique (Edenílson); Willian (Emerson) e Liedson.

Técnico: Tite

Vasco

Fernando Prass; Fágner, Anderson Martins, Dedé e Márcio Careca; Romulo, Juninho (Allan), Felipe e Diego Souza (Bernardo); Éder Luís (Leandro) e Alecsandro.

Técnico: Ricardo Gomes

Cartões Amarelos

Corinthians: Fábio Santos

Vasco: Fágner e Márcio Careca

Árbitro

Leandro Pedro Vuaden (RS)

Local

Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Fonte: Terra