Banimento de Flavio Briatore revertido

Decisão da FIA foi ilegal, segundo o Tribunal de Grandes Instâncias de Paris

A Justiça francesa cancelou, nesta terça-feira, a punição imposta pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) a Flavio Briatore, ex-chefe da Renault, pelo escândalo do GP de Cingapura de 2008, quando ele ordenou que Nelsinho Piquet batesse seu carro intencionalmente no muro para ajudar Fernando Alonso a vencer a prova. O italiano tinha sido banido do esporte pela entidade, mas ele apelou ao Tribunal de Grandes Instâncias em Paris.

O veredicto saiu nesta terça-feira pela manhã. Segundo a imprensa francesa, o tribunal considerou que a decisão da FIA, tomada no dia 21 de setembro do ano passado, foi irregular. De quebra, Briatore ainda receberá uma indenização de ? 15 mil. O italiano considerou a punição injusta e que teria sido resultado de uma vingança de Max Mosley, então presidente da entidade. O departamento jurídico da FIA informou que irá recorrer da decisão da Justiça francesa.

- Neste caso, a FIA foi usada como uma ferramenta para vingar-se em nome de um homem. Esta decisão é um absurdo jurídico e tenho toda a confiança de que o juiz francês irá resolver a questão de forma justa e imparcial - disse Briatore em seu comunicado em outubro.

Fonte: Globo