Juvenal abre para negociar Jadson: "Se ele quiser sair, vai"

Juvenal abre para negociar Jadson: "Se ele quiser sair, vai"

Descuido no peso do camisa 10 durante as férias pode ser indício de que ele deseja deixar o clube

O meio-de-campo Jadson pode deixar o São Paulo nas próximas semanas. Pelo menos este é o desejo do presidente Juvenal Juvêncio, caso o meia não demonstre vontade de permanecer no Tricolor em 2014.

No sábado, durante a audiência que apresentou aos sócios o projeto para cobertura do Morumbi, o mandatário falou bastante sobre a atual condição do jogador. Jadson ainda não entrou em campo nesta temporada.

Não foi relacionado por Muricy Ramalho para os dois primeiros jogos (contra Bragantino e Mogi Mirim) - porque reapresentou-se muito acima do peso - e está fora do jogo deste domingo por conta de uma tendinite no joelho direito.

- Ele quer ir embora, não é não? Jogador quando quer ir embora, ninguém segura. Eu acho que o Jadson quer ir. Se ele quiser, ele vai - disse Juvenal Juvêncio, em entrevista ao jornal LANCE!.

O presidente citou o volante Casemiro para explicar a situação de Jadson. Ele disse que, antes de deixar o clube, o atual jogador do Real Madrid, da Espanha, apresentou-se seis quilos acima do peso, dando sinais de que não tinha mais vontade de atuar no Morumbi.

O caso atual envolve o camisa 10 do Morumbi. O técnico Muricy Ramalho, durante a semana, já havia comentado a situação de Jadson, dizendo que ele só seria utilizado quando melhorasse sua condição física. O técnico deixou ele fora dos jogos para que ele pudesse treinar mais, em dois períodos todos os dias.

Neste domingo, o Globoesporte.com entrou em contato com os representantes do jogador, que garantiram que Jadson deseja permanecer no São Paulo até o fim do seu contrato, no fim deste ano. O meia, por sua vez, reconhece que voltou aos treinos acima do peso ideal e está trabalhando para recuperar seu espaço no elenco e no time titular de Muricy Ramalho.

Fonte: Globo Esporte