Kaká rege o Real Madrid na vitória sobre o La Coruña

Outro destaque interessante da partida aconteceu antes de a bola rolar.

Kaká não fez gol, mas foi o toque de classe do Real Madrid na vitória sobre o Deportivo La Coruña por 3 a 2, neste sábado, no Estádio Santiago Bernabéu, pelo Campeonato Espanhol. O brasileiro regeu o sistema ofensivo do time com passes precisos e jogadas de efeito e produtivas. Merecia um gol para premiar a atuação. Raúl, que também mostrou seu valor, Cristiano Ronaldo e Lassana Diarra marcaram para o Real. Riki e Valerón descontaram para os perdedores.

Outro destaque interessante da partida aconteceu antes de a bola rolar. O velocista Usain Bolt deu o pontapé inicial do encontro. No tempo em que ficou em campo, o jamaicano foi ovacionado pelos torcedores e teve o seu nome gritado, principalmente quando fez o seu gesto característico com os braços.

O Real Madrid dominou os primeiros 45 minutos. Foi dono das melhores chances de gol. Kaká foi o melhor do meio-campo. O mais criativo. Aos 25 minutos, deu lindo passe para Benzema. O francês chutou forte, a bola desviou no goleiro Aranzubia e explodiu na trave. No rebote, Raúl abriu o placar.

A torcida merengue não teve tempo para comemorar. Quatro minutos depois, o La Coruña chegou ao empate. Foi quase por acaso, mas valeu de qualquer jeito. O volante brasileiro Juca levantou a bola na área, e Riki ganhou na cabeça de Albiol e Garay para igualar.

Só que desta vez, quem não conseguiu comemorar foi a galera do Depor, porque o Real recuperou a liderança apenas seis minutos depois. Raúl invadiu a área e foi derrubado por Aranzubia. Cristiano Ronaldo cobrou forte, sem defesa. O Madrid ganhou confiança e assumiu de vez o domínio do confronto. Perdeu boas chances com Kaká e Raúl. E foi para o intervalo com a sensação de que poderia estar com um placar mais dilatado.

A sensação aumentou no primeiro minuto, quando o La Coruña empatou novamente. Depois de boa troca de passes pelo lado esquerdo, Guardado recebeu do lateral Filipe Luis e cruzou. Valerón dominou na entrada da área e chutou rasteiro, no canto direito de Casillas.

O Real Madrid não tinha outra alternativa. Precisava arriscar em busca do terceiro gol. Mas quem teve uma excelente chance foi o Deportivo. Aos 11, Valerón, livre e dentro da área, recebeu passe na medida de Guardado, mas chutou para fora.

Fez falta. Aos 14, o Real Madrid recuperou a vantagem com um bonito gol de Lassana Diarra, outro daqueles que não costumam ser badalados por imprensa e torcida. O volante dominou no meio campo, driblou um adversário e avançou até a entrada da área, de onde mandou uma bomba.

Kaká continuou comandando o setor de criação do Real. Quando não deixava os companheiros em condições de marcar, era responsável por lances perigosos. Aos 22, ele recebeu na entrada da área do time galego, cortou para a direita e bateu de chapa. A bola passou raspando o ângulo esquerdo de Aranzubia.

Os minutos finais foram tensos. O técnico do Real Madrid, para garantir o resultado, sacou Kaká e lançou o volante Guti. Ao deixar o campo, o brasileiro foi muito aplaudido pelos torcedores. O time da casa estava satisfeito, mas precisava segurar a pressão galega. E conseguiu. No fim, festa para o ataque merengue, que compensou as deficiências da defesa e garantiu os primeiros três pontos do time na competição.

Também neste sábado, o Zaragoza, que acaba de voltar à Primeira Divisão, estreou com vitória no Espanhol ao derrotar o Tenerife por 1 a 0.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com