Lateral toma remédio proibido e recebe férias do clube

Lateral toma remédio proibido e recebe férias do clube

As férias do atleta estavam marcadas para o dia 1º de dezembro

O lateral direto Eduardo Arroz não irá participar da última rodada da Série B pela Ponte Preta. O atleta, que já não jogou contra o Brasiliense, no último final de semana, por conta de dores estomacais, tomou um medicamento proibido e foi afastado pelo departamento médico do clube, por precaução, já entrando de férias.

Arroz ingeriu o medicamento por conta das dores que vinha sentindo, mesmo sem ter autorização do clube e, por isso, não poderá atuar diante do América-MG, no Moisés Lucarelli.

"É do conhecimento de todo atleta profissional que ele não deve se automedicar ou mesmo ingerir qualquer substância estranha sem conhecimento e autorização prévia do departamento médico do clube", disse Roberto Nishimura, chefe do Departamento Médico da Ponte Preta, em entrevista ao site do clube, se mostrando incomodado com o caso.

Apesar de não aprovar a ação de Arroz, Nishimura se mostrou aliviado que os médicos conseguiram detectar o problema antes do atleta participar de uma partida e ser pego no antidoping. "Felizmente o problema foi detectado antes de trazer maiores conseqüências ao time", afirmou Nishimura, que é membro do comitê antidoping do Comitê Paraolímpico Brasileiro.

As férias do atleta estavam marcadas para o dia 1º de dezembro de 2010, com retorno apenas no início de janeiro. Entretanto, como esta será a última partida da Ponte Preta no ano, os dirigentes resolveram liberar o jogador para seu período de descanso.

Fonte: Terra, www.terra.com.br