Léo Rocha é afastado do Treze e nem mesmo viaja de volta para PB

Léo Rocha é afastado do Treze e nem mesmo viaja de volta para PB

Decisão foi tomada depois que o jogador do Galo tentou uma cavadinha na cobrança de pênaltis

O meia Léo Rocha, ?eleito? como principal responsável pela eliminação do Treze na Copa do Brasil, quando tentou uma cavadinha mal sucedida no pênalti decisivo contra o Botafogo, foi imediatamente afastado do clube de Campina Grande, ainda no Estádio Engenhão.

A informação ainda não foi confirmada oficialmente pela diretoria, mas foi repassada por integrantes da delegação alvinegra que estavam dentro do vestiário do time no estádio carioca.

Depois de perder o pênalti que eliminou o Treze, e depois de se envolver em um início de briga com o gerente de futebol Gil Baiano, o meia Léo Rocha foi chamado para uma conversa com os dirigentes trezeanos que o afastaram imediatamente, considerando que ele agiu de forma irresponsável ao tentar uma cavadinha naquele momento da decisão.

O meia nem mesmo voltou com o time para o hotel em que o clube estava hospedado. E na manhã desta quinta-feira também não viaja com a delegação trezeana na volta para a Paraíba.

Oficialmente, sabe-se apenas que a diretoria do Treze vai se reunir com o seu departamento jurídico tão logo chegue a Campina Grande para ?analisar o caso?, mas o fato é que a decisão de demiti-lo já foi tomada.

O carioca Léo Rocha é meia e tem 27 anos. Ele chegou ao clube de Campina Grande no início do ano, vindo do futebol do Azerbaijão, onde atuou em quatro times da primeira divisão. Léo é irmão de criação do paraibano Carlinhos Paraíba e já jogou também por clubes como Madureira, Olaria, Paraná e Portuguesa. Já jogou também no Desportivo Lara, da Venezuela.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com