Lincoln acusa Manoel de xingar mãe de Danilo e defende companheiro

O zagueiro Manoel, do Atlético-PR, acusou Danilo, do Palmeiras, de tê-lo chamado de

A polêmica envolvendo os zagueiros Danilo e Manoel ainda está longe de acabar. Um dia após a vitória do Palmeiras sobre o Atlético-PR por 1 a 0, no Palestra Itália, o meia Lincoln saiu em defesa do companheiro alviverde e acusou o defensor do time rubro-negro de xingar a mãe de Danilo antes do mesmo chamar o adversário de "macaco?.

"A lei da vida é que toda ação tem uma reação e foi isso que aconteceu. O Danilo foi provocado de uma forma que não se deve fazer. Eu conversei com ele. O Manoel xingou a mãe dele, a família, e isso tira a gente do sério mesmo", afirmou o camisa 99 à TV Bandeirantes.

A confusão foi originada ainda no primeiro tempo da partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Manoel desferiu uma cabeçada em Danilo dentro da área do Palmeias e em seguida levou uma cusparada do rival. O atleta alviverde também berrou ?Seu macaco do c...?, o que gerou revolta do lado rubro-negro.

Após a partida, Manoel se dirigiu ao 23º Distrito Policial de São Paulo, localizado próximo ao Palestra Itália, para realizar uma queixa-crime contra Danilo. Com isso, foi aberto um inquérito de injúria qualificada com emprego de racismo contra o palmeirense, que pode pegar de um a três anos de prisão pelo ocorrido.

?O que chama a atenção é que o Manoel deu entrevista na saída do gramado dizendo que estava tudo bem, que era uma situação de campo. Mostra que ele foi totalmente instruído pela diretoria do Atlético-PR para tirar o foco da derrota deles?, completou Lincoln, mencionando a mudança na postura do atleta.

O meio-campista admitiu que Danilo errou ao chamar Manoel de ?macaco?, mas defendeu a ideia de que não havia necessidade de levar o caso à Justiça. ?Foi uma coisa errada do Danilo, mas transformar isso em caso de polícia também foi errado?, concluiu.

Fonte: UOL