Loco Abreu viaja para resolver problemas e desfalca o Botafogo

Loco Abreu viaja para resolver problemas e desfalca o Botafogo

O treinador está convicto de que a escalação com apenas um atacante e três meias ofensivos é a melhor para o time

O torcedor do Botafogo que for, desavisado, assistir ao jogo contra o Internacional, neste sábado, às 18h30m, no Beira-Rio, e procurar por um atacante alto, cabeludo, ídolo alvinegro e que tenha nascido no Uruguai, não o encontrará em campo. O técnico Oswaldo de Oliveira já iria deixar Loco Abreu no banco de reservas, com Herrera começando a partida, mas, na hora da viagem, o uruguaio alegou problemas particulares e não viajou para o Rio Grande do Sul. Problemas que viraram soluções.

- Tenho conversado muito com ele. O Abreu, acima de toda áurea, é muito equilibrado e inteligente, por isso fica muito mais fácil conversar. Todo jogador quer jogar. Ele não é diferente, mas entende que minha opção momentânea é o Herrera - explicou Oswaldo de Oliveira, que esperava contar com o uruguaio como opção para o segundo tempo.

O treinador está convicto de que a escalação com apenas um atacante e três meias ofensivos é a melhor para o time. A prova disso é que ele não pensa em reeditar o ?ataque Mercosul?, com Loco e o argentino Herrera juntos.

- Não surtiu o efeito que gostaria que tivesse. Lógico que, numa situação de emergência, pode acontecer. No entanto, para iniciar o jogo, não penso dessa forma.

Com Oscar e Leandro Damião de volta, o Inter terá força máxima, o que preocupa Oswaldo.

- O Internacional também tem D?Alessandro, o Fabrício é muito perigoso, o Gilberto vem entrando bem. Não posso me limitar a dois jogadores. Temos que ter uma vigilância muito grande em toda ação ofensiva do Inter. Temos, sim, preocupação com esses dois (Damião e Oscar). São os destaque no momento, mas há os outros jogadores também.

Fonte: Extra