Luis Fabiano se irrita com Juvenal e recebe sondagens de brasileiros

Luis Fabiano se irrita com Juvenal e recebe sondagens de brasileiros

A única comentada publicamente até agora foi a do Internacional.

Luis Fabiano está, mais uma vez, insatisfeito no São Paulo. O motivo da nova crise foi a declaração do presidente do clube, Juvenal Juvêncio, afirmando que o atacante poderia ser negociado caso recebesse uma boa proposta. O anúncio foi feito de forma pública e no mesmo dia em que a lista de dispensas de sete atletas foi oficializada.

Segundo fonte próxima ao artilheiro, o jogador preferia que qualquer insatisfação por parte da diretoria fosse resolvida internamente. Depois da fala, Luis Fabiano recebeu quatro sondagens de times brasileiros e outras propostas concretas do futebol do exterior. A única comentada publicamente até agora foi a do Internacional, que foi prontamente descartada pelos são-paulinos.

Essa atitude dos diretores também não foi bem vista por Luis Fabiano. Ao mesmo tempo em que disseram que o atacante está à venda, descartam negociá-lo com um rival brasileiro.

Em março, Luis Fabiano já tinha demonstrado sinais de insatisfação por achar que a diretoria queria desfazer de seu futebol. Na ocasião, ele deixou os gramados, por mais de uma vez, dizendo que problemas pessoais faziam com que ele não comemorasse seus gols. Depois daquilo, o jogador ouviu da diretoria que ele era imprescindível para o elenco.

Apesar de toda insatisfação, as duas partes afirmam que o problema é solucionável. Do lado de Luis Fabiano, há a vontade de ficar e de se recuperar com a torcida após problemas disciplinares que o tiraram da fase decisiva da Libertadores.

Pelo lado do clube, os diretores afirmam que o camisa 9 não foi colocado à venda e que essa é apenas uma postura adotada para todos os atletas que receberem boas propostas e tiverem vontade de sair. Segundo o diretor de futebol, Adalberto Baptista, experiências passadas mostram que atletas que quiseram sair e foram forçados a ficar caíram de rendimento.

Fonte: UOL