Lusa desiste de brigar na Justiça: "Vamos jogar Série B", diz presidente

A Lusa lutava para reverter a decisão do STJD, alegando que a suspensão de Héverton não havia sido comunicada no site oficial da CBF

A Portuguesa desistiu de brigar na Justiça para jogar a Série A do Campeonato Brasileiro. Depois de a CBF conseguir cassar a liminar que mantinha a Lusa na elite do futebol nacional, o presidente do clube, Ilídio Lico, se mostrou conformado com o rebaixamento.

- Não tem jeito. Tentamos, mas não deu e agora, a poucos dias (do início das Séries A e B do Brasileiro), nada vai mudar. Vamos mandar o time para Santa Catarina, está definido. Vamos jogar a Série B - disse Lico, por telefone, referindo-se ao jogo de estreia da Lusa na Segundona, contra o Joinville, na próxima sexta-feira (18). Clique aqui e veja a tabela da Série B.

O rebaixamento da Portuguesa se deu após a perda de quatro pontos pela escalação do meia Héverton, em jogo contra o Grêmio, na última rodada do Brasileirão. O jogador não poderia atuar porque estava suspenso. Com a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a Lusa ficou com 44 pontos, na 17ª colocação, salvando o Fluminense, que terminara com 46. O Flamengo também foi punido com a perda de quatro pontos pela escalação de um jogador irregular (André Santos) e ficou com 45.

A Lusa lutava para reverter a decisão do STJD, alegando que a suspensão de Héverton não havia sido comunicada no site oficial da CBF, como prega o Estatuto do Torcedor. Vários torcedores conseguiram liminares nesse sentido - todas acabaram sendo cassadas. Depois de muito relutar em entrar na Justiça comum, por medo de punições da CBF e da Fifa, a Lusa entrou com uma ação e chegou a obter uma liminar, que também foi cassada, na última quinta-feira.


Lusa desiste de brigar na Justiça:

Fonte: GloboEsporte